não amar

O pecado é uma ruptura da nossa relação com Deus

O pecado

Se formos ao Dicionário da Língua Portuguesa e pesquisarmos o significado de pecado, encontraremos a seguinte definição: “Violação de um preceito religioso. Desobediência a qualquer norma ou preceito; falta, erro”. É essa a definição mais comum sobre o pecado. Somos formados e educados como se Deus e Sua Igreja fossem uma “escola militar”, onde quem não cumpre as “regras” é castigado. Esse é um tema importante para o homem, pois fala diretamente da sua conduta, das suas escolhas e da sua esperança. Por isso, não basta ir ao dicionário para entender algo profundo assim, precisamos recorrer à Palavra de Deus e à Doutrina da Igreja.

-O-pecado-é-uma-ruptura-da-nossa-relação-com-Deus-Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Comecemos recordando a narrativa da criação do homem em Gênesis 1,27: “Deus criou o homem a sua imagem, a imagem de Deus o criou”. É importante termos, bem claro, esse pequeno trecho da criação, para entendermos o pecado de forma mais profunda.

Inocência original

Deus nos criou puros, pois somos a imagem e semelhança d’Ele. São João Paulo II, em sua segunda catequese sobre a Teologia do Corpo, usa, pela primeira vez, o termo “inocência original”. O Santo conclui que, antes do “pecado original”, o homem vivia na sua perfeita forma, ou seja, na originalidade do que Deus quis para ele. O gênero humano era puro. O pecado, fruto de uma escolha livre do próprio homem, arrancou-o do estado de “inocência original” e colocou nele a marca do “pecado original”.

Para entendermos bem o que é pecado, também precisamos entender quem é Deus e quem somos nós. Não podemos esquecer que Deus é Trino: Pai, Filho e Espírito Santo, Ele é relação.

Deus nos criou para nos relacionarmos

A palavra “pessoa” tem origem no termo grego Prosopon, que significa algo como “um rosto voltado para outro rosto”, ou seja, uma relação. Deus nos criou para nos relacionarmos. Logo no início, Ele colocou Adão em convívio com toda a criação (cf. Gn 2,8); Ele não quis que o ser humano estivesse só (cf. Gn 2,18); e, a todo instante, o Senhor se mantinha em plena relação com o homem (cf. Gn 2,1-25).

Se ser pessoa é ter “relação”, o que é o pecado? Pecado é uma falência da relação, é não amar, é um ato de livre escolha, que traz várias consequências para nós, sendo a maior delas a ruptura da relação com Deus. Portanto, pecado não é um código que transgredimos, mas uma relação que destruímos com nosso próximo, com nós mesmos e com Deus.

Leia mais:
::Tenha a coragem de abrir-se ao amor incondicional de Deus
::Você sabia que a nossa árvore genealógica precisa passar por cura?
::Condições espirituais necessárias para receber a Eucaristia
::Em tempos difíceis como viver da Divina Providência?

A perfeita expressão do amor de Deus

Quando nos deparamos com o sofrimento de Cristo na cruz, estamos diante do preço que Ele pagou para restabelecer nossa relação com Ele. A perfeita expressão do amor de Deus por nós é a Sua misericórdia. Ao nos conceder Seu perdão, Deus nos restabeleceu aquilo que Ele pensou para nós desde sempre: a “inocência”.

Deus abençoe você.


Paulo Pereira

José Paulo Neves Pereira nasceu em Nossa Senhora do Livramento (BA). É missionário da Comunidade Canção Nova e atua no setor de Jornalismo da Canção Nova em Roma, Itália.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.