aprenda

Como podemos fortalecer o amor na família?

Confira dois pontos fundamentais a serem exercitados para que, em família, o amor cresça e fortaleça

O documento do Concílio Vaticano II chamado “Gaudium et Spes” (Alegrias e Esperanças) traz a seguinte afirmação sobre a família: “A família é uma escola de enriquecimento humano” (GS 52). Como tornar nossas famílias em um  ambiente onde todos se enriquecem?

Como podemos fortalecer o amor na família

Foto ilustrativa: FatCamera by Getty Images

Talvez, a resposta mais coerente seja: “Para existir riqueza, precisa ter coisas preciosas”. Mas, no caso da família, a riqueza é o amor. Nesse sentido, há a necessidade de cada um, no ambiente familiar, contribuir para que os laços de amor se fortaleçam. É uma tarefa diária de cada um de nós.

Proponho dois pontos fundamentais a serem exercitados, em família, para que o amor cresça e a fortaleça.

Rezem em família

Em primeiro lugar: a oração em família. A família por si só não consegue viver o amor se não estiver conectada, ligada totalmente à fonte do amor que é Deus. E a forma de se entrar em contato com Deus é por meio da oração. Rezar em família é fundamental. Buscar a luz do Santo Espírito em cada situação, reservar momento de ir à Igreja, participar da Santa Missa, que é a oração maior e mais perfeito ato de louvor ao Senhor.

Invistam no relacionamento humano

Depois é preciso investir no relacionamento humano, por meio da mudança de comportamento nas relações. Os casais devem cultivar um diálogo conjugal, onde o respeito e a forma de falar demonstrem o carinho e o afeto entre si.

Desterrar das famílias as acusações, brigas, discussões sem sentido. Trazer a harmonia, o bom humor, o perdão e a reconciliação para dentro de casa. Os pais respeitem os filhos e se tornem amigos uns dos outros e, que pelo exemplo dos pais, os filhos aprendam o amor por meio dos gestos e palavras.

Que os filhos tenham profundo respeito pelos pais e os honrem com atitudes de diálogo respeitoso e amável. O amor é sempre possível se, no cotidiano, formos introduzindo pequenos gestos de amor, de compreensão e dedicação ao outro.

O amor cresce e fortalece se existe disposição interior para buscar a Deus e investir no relacionamento. Comece hoje mesmo e verá como todos se enriquecem quando o amor é a fonte e o centro da nossa vida e da nossa família.

Diácono Paulo Lourenço
Comunidade Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.