Você é um vencedor...

Você é um vencedor! Já é campeão desde o ponto de partida e tem tudo para continuar vitorioso até o final, mas tudo é uma questão de lutar. Quem lhe atrai é Deus e é Ele que faz você vitorioso. O segredo é a abertura. A amizade é uma doação de igual para igual, é entrega. Não pense que você não tem nada para dar a Deus. Ele é o amigo que você precisa amar, o qual, é chamado a acolher.

É Deus que o atrai para a vitória dos seus problemas, para que você seja feliz e realizado mesmo diante deles. Se você não se deixa atrair por Deus acaba se tornando um derrotado, infeliz e desgraçado. Deus não o criou para isso. A tentação faz de tudo para você se afastar d´Ele e seguir a sua cabeça e a sua indisposição. Por causa dos problemas e das suas emoções que estão confusas, você acaba ficando indisposto e despreparado para a adoração. Mas saiba que Deus o está atraindo.

O Senhor lhe criou para adorar, por isso lhe atrai e puxa: “Senhor, estou me sentindo indisposto, estou sentindo como se uma força me puxasse para trás. Senhor, puxa-me e me atraia para Ti! Espírito Santo ensina-me a adorar…”

Você tenta concentrar-se em Deus, mas os seus pensamentos não param de borbulhar. Lute! Aprenda a lutar contra sua indisposição. E apesar de se sentir assim, não deixe de adorar em espírito e verdade.

Adorar em espírito e verdade é oferecer e entregar, como um sacrifício de amor ao Senhor, a sua vida do jeito que ela está. Muitas vezes você tenta se disfarçar como um inseto que se camufla com a cor de uma folha de árvore ou o aspecto de um galho, mas foi a própria natureza quem o camuflou para que ele não fosse devorado.

Infelizmente, muitas vezes você se camufla, quer ir para a adoração e representar uma vida que não é sua. Quer dizer: “Senhor, eu Te louvo! Bendigo-te! Glórias a Ti, Senhor!…” . Mas não é nada disso que você está sentido e sua vida não é essa. Parece que sente vergonha de apresentar a Deus a sua vida da forma que ela está. Então passa a não adorar em espírito e verdade, mas em mentira. Mostra para o Senhor uma vida que você não vive.

“Hoje estou triste, com o coração despedaçado por algo que aconteceu, e talvez por aquilo que eu viva na minha vida, no meu casamento ou com os meus filhos”. Vá para a adoração assim e mostre para o Senhor o seu coração despedaçado. Não camufle dizendo glória a Deus com o coração despedaçado.

Santa Teresa dizia que a verdade é fundamental na oração: “Senhor, eu Te glorifico neste estado que estou. Estou destruído, e tenho vontade de morrer ou fugir, mas é assim que eu Te adoro, é assim que ofereço a minha vida. Não tenho outra coisa para oferecer em oferta de amor e sacrifício. Senhor, porque Tu me amas, o que tenho para Te oferecer são os meus pedaços. Meu coração e minha vida estão despedaçados, mas é isso que eu Te ofereço” .

Não se trata de ficar se lamuriando. Fale sobre os seus sentimentos com o Senhor e os entregue a Ele. Ele sabe o que você está vivendo. Não perca tempo! Vá adorar a Deus mesmo com o coração despedaçado. Não é necessário falar muito e nem se lamuriar diante dele. Deixe Deus fazer e falar. Mesmo que você não sinta, saiba que Ele está falando ao seu espírito, porque você está adorando em verdade.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.