Sacramentos

Conheça o alimento curativo de todo soldado cristão

Os sacramentos são o alimento curativo para a nossa alma

Chegamos ao sétimo artigo dessa série. Percorremos um bom caminho até aqui, mas não podemos parar pelo caminho. Ainda temos alguns passos a dar e eu já vou logo informando, não quero caminhar sozinho. Portanto, convido você a vir junto comigo. Se você ainda não pôde ler os artigos anteriores, não deixe de os ler.

No último artigo, tivemos a graça de apresentar uma importantíssima arma que todo cristão deveria saber manusear muito bem: a Palavra de Deus. Vimos que a Palavra tem força para curar, acalentar, fortalecer, alegrar, direcionar, formar, acalmar (…). Descobrimos que um método de leitura das Sagradas Escrituras pode nos ajudar a fazer uma boa experiência com a Palavra de Deus.

Conheça o alimento curativo de todo soldado cristão

Foto ilustrativa: Bruno Marques/cancaonova.com

O nosso propósito para esse artigo não é apresentar uma “arma” propriamente dita, mas algo necessário para todas as pessoas: o alimento. No caso do alimento que vou apresentar hoje é ainda mais especial, porque, além de alimento, é um remédio divino. Sem esse alimento-remédio, o cristão não poderia sobreviver. Trata-se da “Vida de Sacramentos”.

As machucaduras do corpo e da alma precisam ser curadas

É uma grande ingenuidade achar que um soldado vai para a guerra e nada vai lhe acontecer. Uma guerra é sempre traumática, se não no corpo, será no psicológico. Mesmo que o guerreiro soldado não sofra nenhum ferimento na carne, ele será marcado por tudo aquilo que os seus sentidos capitarem. As marcas mais danosas, aliás, nem são as do corpo, mas as da alma.

Nossa vida é uma batalha diária, portanto, caímos e nos machucamos todos os dias. Sendo assim, nos é necessário buscar medicamentos para tratar essas machucaduras. Se não as tratarmos, elas poderão inflamar, causando ainda mais transtornos. Por outro lado, todos nós precisamos ingerir alimentos diariamente. Se não nos alimentarmos, nosso corpo ficará fraco e não teremos forças suficientes para lutar.

Fiz essa analogia para apontar para a seguinte realidade: se o nosso corpo precisa de alimento e medicamentos para permanecer bem e com saúde, nossa alma também precisa. Se cuidamos do corpo, devemos ter ainda mais cuidado e zelo com a nossa alma. Afinal, de que alimento-remédio estamos falando? Dos sacramentos. Precisamos buscá-los a cada dia.

Existe um sacramento para cada etapa da nossa vida

Os sacramentos são, no total, sete: batismo, confirmação, eucaristia, reconciliação, unção dos enfermos, ordem e matrimônio. Todos eles foram instituídos por Jesus de forma que toda a nossa vida pode e deve ser perpassada por eles e pelas abundantes graças advindas deles. Existe um sacramento para cada etapa da nossa vida. Por exemplo: nos primeiros dias da nossa vida, comumente recebemos o sacramento do batismo que nos introduz na vida de Cristo (compreende-se vida trinitária) e introduz Cristo em nossa vida. Já nos últimos momentos, antes da morte ou em perigo de morte, nos é administrado o sacramento da unção dos enfermos. Temos, portanto, dois sacramentos que marcam o início e o fim da nossa vida.

Agora, podemos apontar para mais dois sacramentos: o matrimônio ou a ordem. Esses dois sacramentos estão associados a toda fase adulta. Tanto o matrimônio quanto a ordem são sacramentos orientados não somente para a própria salvação, mas para a salvação dos outros. Portanto, aquele que contrai o Matrimônio ou recebe a Ordem deve estar sempre a serviço. Caso contrário, não teria razão para os receber. Não se casa para si, não se ordena para si.

Leia mais:
::Como eu posso ser santo nos dias atuais?
::Como deve ser a sua relação com Deus?
::Quantas vezes você mesmo foi o seu maior inimigo?
::Como fazer da santidade um caminho de felicidade?

A manifestação de Deus por meio dos sacramentos

Amigo soldado, os sacramentos nos sustentam, mantem-nos de pé. Se, porventura, caímos, ele nos põe novamente de pé. Assim, quero incentivá-lo a valorizar ainda mais dois sacramentos: a Eucaristia e a Reconciliação. Quero incentivar você a buscá-los com esmero. Esses dois sacramentos, de uma maneira muito especial, é o nosso alimento de cada dia e o nosso remédio. Eucaristia, Pão do céu, é o alimento de valor inestimável. É o próprio Corpo e Sangue de Jesus. A Reconciliação, Penitência, é o grande remédio para a nossa doença, um grande alívio para a dor da alma.

Quando você tiver a oportunidade, repare bem na expressão de uma pessoa que acabou de sair do confessionário. Ela pode nem perceber, mas, comumente, percebe-se um leve sorriso em seus lábios ou lágrimas de libertação saindo de seus olhos. Diante dessa imagem, não dá para negar que, por meio do sacramento, Deus se manifestou profundamente àquela pessoa.

Você pode se aprofundar nos sacramentos lendo o Catecismo da Igreja Católica

Para finalizar, não posso deixar de afirmar que se torna muito difícil perseverar na vida de santidade sem os sacramentos. Além disso, todos eles estão à nossa disposição. Sendo assim, por que não os buscar?

Neste artigo, tentamos mostrar a importância do sacramento para a nossa vida cristã. Contudo, não aprofundamos mais pormenorizadamente sobre cada um deles. Por isso, gostaria de deixar uma séria e necessária indicação de leitura. A partir da segunda seção, da segunda parte do Catecismo da Igreja Católica, podemos encontrar uma magnifica e profunda formação acerca dos sacramentos. Quero animar você a ler esse trecho: do parágrafo 1210 ao 1690.

No próximo artigo, apresentaremos a última arma do cristão: “Trabalhar por Jesus”.

Deus abençoe você e até a próxima!


Gleidson Carvalho

Gleidson de Souza Carvalho é natural de Valença (RJ), mas viveu parte de sua vida em Piraúba (MG). Hoje, ele é missionário da Comunidade Canção Nova, candidato às ordens sacras, licenciado em Filosofia e bacharelando em Teologia, ambos pela Faculdade Canção Nova, Cachoeira Paulista (SP). Atua no Departamento de Internet da Canção Nova, na Liturgia do Santuário do Pai das Misericórdias e nos Confessionários. Apresenta, com os demais seminaristas, o “Terço em Família” pela Rádio Canção Nova AM. (Instagram: @cngleidson)

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.