Quem é meu Deus?

“Escuta, Israel, o Senhor nosso Deus é somente um”. (Deut 6,4)

Saber que Deus existe até os demônios o sabem (cf. Thiago 2,19), porém descobrir quem, de fato, é o meu Deus, aí está a grande diferença. Descobrir quem é o meu Deus, é questão de salvação e de dar o primeiro passo em direção a um caminho autêntico de busca pela santidade.

Talvez, você esteja buscando ser exemplo de oração, de penitência, de honestidade, de fidelidade a Deus e à Igreja. Contudo, você pode estar cego: seu “deus” pode ser você mesmo. Com isso, de nada pode adiantar tudo o que você faz, pois a questão não está no que faço, mas para quem faço.

Quem é o meu Senhor?

Se Deus é o único Senhor, qualquer criatura está a Seu serviço. Principalmente o homem. Como existe um único Senhor, o homem é por natureza, servo. Portanto, se viver como senhor de si, em busca de sua satisfação pessoal e de
sua vontade própria, ele pode estar sendo o seu Deus, pois está agindo como tal.

Quem é o meu Deus?
Não seja apressado em responder, pois se trata de algo muito importante. É questão de salvação. Por isso, reze pedindo a Jesus que lhe mostre quem de fato está no centro de sua vida. Eu depois de três anos estando na Comunidade Canção Nova, que, embora sendo um consagrado, quem de fato estava sendo o meu Senhor era eu mesmo. Foi a misericórdia me resgatando e
me colocando no meu lugar.

Quem é o meu Deus?
O crucificado é o verdadeiro Deus, não é um derrotado, pois ressuscitou, venceu os seus inimigos colocando-os aos Seus pés. Estendido no madeiro torna-se a bandeira do Rei vencedor, que tomou o seu lugar. Saia do trono do seu coração, pois quem deve estar assentado nele e Jesus Cristo, o Filho de Deus.

“Meu Senhor e meu Deus!”

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.