Descubra!

Como os pais podem investir no futuro financeiro dos filhos?

O futuro a Deus pertence, diz o ditado. É verdade, somente Deus é capaz de compreender o que está fora do nosso alcance, pois somos limitados e incapazes, muitas vezes, de compreender nosso passado, que dirá o nosso futuro. A Bíblia diz que “Aquele que dá ensinamentos ao seu filho será louvado por causa dele, e nele mesmo se gloriará entre seus amigos” (Eclo 30,2). Ou seja, o pai, a mãe, que educa os filhos, que os orienta, faz-se presente, será elogiado, terá alegria e será feliz na felicidade e realização do seu filho. Na vida financeira e econômica não é diferente, quem dá educação financeira aos seus filhos, livra-os de muitos males, e lhes ensina o caminho do crescimento.

Infelizmente, o Brasil ainda não possui entre a população um alto grau de educação financeira disseminado. A grande maioria das pessoas nunca teve, durante o período escolar, aulas de educação financeira. Aprendeu geografia, matemática, português, mas sobre como lidar com dinheiro poucos tiveram esse privilégio. O que ocorre, naturalmente, é que jovens conseguem o primeiro emprego, ganham o primeiro salário, mas não sabem como administrá-lo, ou acabam gastando tudo com o consumismo vigente.

Como os pais podem investir no futuro financeiro dos filhos?

Foto ilustrativa: Wesley Almeida/cancaonova.com

Os pais precisam estar atentos a isso. O consumismo entre crianças e adolescentes é um risco a sua própria saúde financeira, quando não para saúde emocional e psicológica. Comprar para suprir carências, ou para ter amigos, ser visto, ser notado, não é tão raro quanto se imagina.

Pais sempre pensam no futuro dos filhos, e, assim como em outras áreas – profissional e de relacionamentos –, é importante ensiná-los educação financeira

Os pais são educadores por excelência e precisam orientar seus filhos, desde cedo, sobre o valor do trabalho, do dinheiro honesto, os cuidados com a ganancia sem sentido e a preocupação com os pobres e necessitados de ajuda. Falar sobre dinheiro é urgente e necessário. Quantos adultos repetem os modelos que viram em suas casas, onde seus pais eram endividados ou descontrolados financeiramente! O oposto também ocorre. Adultos que, um dia, tiverem modelos financeiros em suas casas voltados a acumulação de dinheiro, colocando toda confiança e segurança no dinheiro. Nada pode trazer segurança nesta vida além de Deus. Tudo passa. Caixão não possui gaveta.

Leia mais:
::Pais e filhos falam sobre dinheiro
::Pais de primeira viagem: seis coisas que você precisa saber
::Alcoolismo em família: quais as marcas emocionais para seus filhos?
::O que fazer com filhos pequenos na hora da Missa?

O dinheiro precisa ter lugar, e cuidar bem dele é fundamental. Como diz um outro ditado “dinheiro não aceita desaforo”. Cuidar e amar os filhos é também ensiná-los a valorizar o que, realmente, é importante, e colocar o dinheiro em seu devido lugar: a serviço daquele que o possui, e não mestre que escraviza e pode corromper. Logo, procure conversar e dialogar com seus filhos sobre necessidade de poupar, investir, fazer planos de longo, médio prazo. O futuro a Deus pertence, e somos corresponsáveis deste futuro, pois Deus coloca em nossas mãos todas, as manhas, a chance de recomeçar, de mudar a direção, e reorganizar nossa vida financeira. Deus abençoe suas economias, salário, emprego, empresa e, especialmente, sua família.

Banner Vocação


Bruno Cunha

Economista, Professor e Missionário da Comunidade Canção Nova, Bruno Cunha possui 20 anos de experiência na área de Finanças, Macroeconomia, Mercado Financeiro, Economia, Educação Financeira, Finanças pessoais e Administração Financeira e Orçamentária. Mestre em Desenvolvimento Regional pela Universidade de Taubaté (UNITAU), possui MBA pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Atualmente, é professor e assistente de coordenação do curso de Administração na Faculdade Canção Nova (FCN).

comentários