assista

Como os traumas da infância podem afetar a vida adulta?

A infância é uma fase de desenvolvimento

Quanto menor a criança, menos possibilidades ela tem para se defender do que acontece à sua volta. Certa vez, um neurologista comentou que o cérebro dos pequenos na infância são como favos de mel vazios, à espera de serem preenchidos.

-Como-os-traumas-da-infância-podem-afetar-a-vida-adulta-Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Essa comparação nos ajuda a compreender o funcionamento cerebral infantil que, em desenvolvimento, até uma determinada idade, não tem condições de refletir sobre os fatos de sua vida e armazenará em sua memória aquilo que sentiu e percebeu sobre uma determinada situação, sem condições de filtrar o que é ruim, acreditando em tudo o que lhe for oferecido, sem qualquer avaliação. Portanto, muitas mentiras ela pode construir sobre si mesma a partir do que vem do outro.

Crenças negativas e limitantes

Chamamos, na psicologia, essas construções mentais de crenças negativas e limitantes, podendo gerar um trauma, ou seja, uma mentira a partir do que foi vivenciado, principalmente em situações de risco, medo e insegurança.

Se pensarmos no cérebro como favos de mel, o que lhe caberia para ser preenchido se não o mel? Mas nem sempre é assim! Sem condições de escolha, a criança aceitará tudo aquilo que lhe for oferecido e, no lugar de mel, muitas vezes receberá o fel. Essas experiências ficarão marcadas não apenas nas suas redes de memória, mas também no físico, determinando o seu comportamento para o resto da vida. Em vez de abrir-se para a vida, pensará de forma tão negativa sobre si mesma, que lhe restarão apenas culpas e condenações. Mesmo 20 anos mais tarde, dentro do cérebro “vive” uma criança ferida, que não consegue dar conta da vida.

Leia mais:
::Alguns traumas podem bloquear memórias positivas no cérebro
::Traumas da infância podem afetar a vida matrimonial
::Como lidar com os traumas do passado no presente
::Por que é importante desterrar os traumas?

Assista:

 

Fomos criados livres e podemos escolher sobre o bem e o mal. Independentemente do que recebemos em nossa formação física e emocional, durante a infância, temos a capacidade de escolher e ressignificar nossas vivências.

Adquira esse livro em nossa loja virtual

 


Adriana Potexki

Adriana Potexki é escritora e autora dos livros ‘A cura dos sentimentos em mim e no mundo’ e ‘A cura dos sentimentos nos pequeninos’. Com formação em Psicologia, ela é terapeuta certificada pelo EMDR Institute, palestrante internacional e blogueira do site ‘Sempre Família’, do Grupo GRPCom.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.