equilíbrio

Minha maneira de comer influencia minha vida de oração?

É necessário cuidarmos da alma por meio da oração, e do nosso corpo por meio da alimentação

Atualmente, direcionamos nossa vida ao trabalho e às diversas atividades, mas nos esquecemos de coisas essenciais como lazer, alimentação e a oração.

Nutrição é uma ciência da saúde e da vida, que busca encontrar o equilíbrio dos nutrientes necessários para a manutenção da saúde. Hoje, temos nos alimentado muito mal, somos a geração do imediatismo, tudo é para ontem, com isso preferimos os fast foods, lanches rápidos, que não fornecem ao nosso corpo as vitaminas e nutrientes necessários. Já não temos horários nem locais apropriados para a alimentação, a qual merece muito a nossa atenção. Um reflexo desse mau hábito são as doenças crônicas que afetam desde as crianças até os idosos.

Minha-maneira-de-comer-influencia-na-minha-vida-de-oraçãoFoto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Ao ouvir uma entrevista, a pessoa entrevistada falou uma coisa muito interessante, que me fez pensar um pouco: hoje, vivemos uma “medicalização dos alimentos”, alimentamo-nos por prazer. Acordamos de manhã e falamos: “Não vou comer pão, porque tem glúten; não vou tomar leite, porque tem lactose, mas vou comer duas claras com uma colher de canela, pois acelera o metabolismo”. Transformamos a comida de verdade em nosso inimigo, quando, na verdade, ela deveria ser uma aliada para o nosso bem-estar físico, psicológico e espiritual, porque, quando estamos bem alimentados e nosso corpo bem nutrido, tudo vai bem. Não podemos confundir: remédio é remédio, e é ruim de tomar; já a comida nos faz bem.

É urgente adotarmos bons hábitos alimentares e nos preocuparmos com as escolhas dos nossos alimentos. Então, fica a pergunta: “Como você tem se alimentado? Você pensa em sua saúde ou come de tudo, não se importando com o efeito do alimento em seu corpo?”.

Manter uma alimentação saudável, ao contrário que muitos pensam, não fica caro, mas requer disciplina, força de vontade, coragem de renunciar a certos tipos de comida e não seguir as dietas da moda, pois nem sempre o que nos ensinam é do que o nosso corpo precisa. Alimentar-se bem é uma luta diária, que nos dá o prêmio de estarmos bem para realizarmos nossos trabalhos, conviver com nossa família e amigos e termos boa autoestima.

Leia mais:
::Como contemplar o Cristo no irmão doente?
::Como deve ser a espiritualidade da família?
::Cuidados que se deve ter com a alimentação durante a gravidez
::Como cuidar da saúde durante o verão?

As escolhas por coisas boas, por alimentos saudáveis passam por todos os âmbitos de nossa vida, tanto física como espiritual, pois devemos manter também nossa alma saudável, com a leitura da Palavra de Deus diariamente, escolhendo bem o que ouvimos e vemos. Devemos ter sempre diante de nós a pergunta “vale a pena ver e ouvir isso?” Edifica-me em quê?”. Busque a comunhão com o Senhor na Adoração, na Santa Missa.

Como está escrito na Palavra de Deus, em  1 Corintios 6,12: “Tudo me é permitido, mas nem tudo me convém”. Então, não é preciso cortar carboidratos, glúten, lactose, açúcar, gorduras, proteínas nem tantas outras coisas. O permitido é ter qualidade de vida, comer em horários regulares, estar atento às escolhas dos alimentos certos e nutritivos, fazer atividade física, ter momentos de lazer, de oração e conviver com Deus, com si mesmo, com a família, os amigos e as pessoas com quem trabalhamos.

Hoje é o dia de fazermos escolhas inteligentes, porque isso garante a saúde no corpo e também na alma.

 


Michele Barros

Michele Barros é membro da Comunidade Canção Nova. Nutricionista, atua no Posto Médico Padre Pio.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.