Ser padre é ser um pai espiritual para muitos

Como padre, recebi do Senhor uma fecundidade espiritual tão grande que tornei-me pai de uma multidão

A partir da realidade sacerdotal em que vivo, venho partilhar com você a paternidade espiritual responsável em Deus e segundo seus desígnios que sou constantemente chamado a viver. Digo isso, porque antes do chamado vocacional, meu sonho era ser pai.

1600x1200-Ser-padre-é-ser-um-pai-espiritual-para-muitosFoto: Wesley Almeida / cancaonova.com

Os meus planos foram mudados, e uma vez aceitando os planos do Senhor, recebi dele uma fecundidade espiritual tão grande que tornei-me pai – não de dois filhos como queria e planejava – mas de uma multidão. Recebi de Deus filhos especiais entre tantos outros, e todos merecem a atenção de um pai.

Estou aprendendo a ser pai e o meu mestre é Deus Pai. Com Ele sou chamado a dar passos no acolhimento e no amor, não me esquecendo da dimensão formativa que devo assumir diariamente. Como o Pai, a única autoridade que desejo exercer é a da misericórdia, pois o Pai, em sua infinita compaixão, uniu-se por toda a eternidade com a vida de seus filhos.

Sou chamado a amar com o amor de Deus Pai que nos escolheu a todos e, desde toda a eternidade, nos esconde nas “sombras das mãos” (cf. Is 49,2-16). Ele nos pede que tenhamos também um amor ilimitado e incondicional tal qual o dele.

Eis o meu chamado: fazer da vida do Pai a minha própria e me transformar em sua imagem.

No coração de Deus… Seu pai espiritual.

Padre Delci C. Filho – Pequena Missão para Surdos dos Padres Gualandianos

Leia mais:
.: Como ser um padre da misericórdia?
.: Sou padre e feliz
.: Padre testemunha como descobriu o chamado ao sacerdócio

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.