AUSÊNCIA X PRESENÇA

Quando a amizade é verdadeira, a distância não importa?

Muitos sábios, filósofos e escritores definem a amizade e encontram nela razões e motivos louváveis de engrandecê-la. Eu gosto, particularmente, de uma frase do livro ‘Pequeno Príncipe’ que diz: “Foi o tempo que dedicaste à tua rosa que a fez tão importante”.

A amizade é dedicar-se, é gastar tempo, é parar para observar a beleza da rosa, dos espinhos e, continuamente, ser encantado por ela.

Pessoalmente, acredito que a amizade é um dos amores mais sinceros que já vi quando vivido com plenitude e intensidade como ela merece.

Nos amigos encontramos abrigo, encontramos respostas, direções, descobrimos que o amigo é um porto pelo qual podemos navegar sem medo de nos perdermos. Amigo de verdade devolve-nos para a nossa verdadeira essência. Amigo festeja, vibra, chora, ri! Amigo está e sabe estar, e nos ensina a estar. Amigo é e nos ensina a ser. Amigo cuida, ampara, levanta e corrige!

Todos nós necessitamos de um verdadeiro amigo, de alguém que saiba cessar a dor, de alguém que saiba despertar amor em meio à dor, de alguém que olha nos olhos e diz: “Você é bem mais do que isso!”.

Mas tantos são os desafios para encontrar esse tesouro que é um amigo! E quando encontrado, inúmeras são as situações e os desafios que vêm para testar a amizade.

Quando a amizade é verdadeira, a distância não importa?

Foto ilustrativa: Brasil2 by GettyImages

A distância é um obstáculo à amizade?

Um dos desafios é a distância! O Pequeno Príncipe ainda diz: “É preciso que eu suporte duas ou três larvas se quiser conhecer as borboletas. Dizem que são tão belas!”. Normalmente, associamos as larvas aos defeitos, às fragilidades da pessoa amada, mas, hoje, gostaria de apresentar essas dificuldades ou essas larvas como a distância que leva a questionar a amizade, que leva a colocar em causa o que foi construído.

Um verdadeiro amigo não só suporta as larvas como nos ensina que nenhuma delas é capaz de destruir o que foi cativado verdadeiramente.

Acredito que a verdadeira amizade resiste à distância, ela se reinventa, reinventa uma nova forma de ser, de estar, de preocupar-se, de fazer-se presença! Amigo de verdade não conhece quilômetros!

Leia mais:
.:Existem amizades tóxicas? Você tem amigos tóxicos?
.:A amizade é o estágio mais aperfeiçoado do amor
.:Como construir uma amizade autêntica?
.:Amizade: manifestação infinita do amor de Deus

A ausência não apaga o que a presença construiu

Amigo de verdade nomeia as larvas e as vence! Amigo não desiste!

Se você se pergunta como fazer diante dos quilômetros que separam você do amigo, a resposta é: seja você, seja presença, procure-o! E tenha uma certeza: mesmo que você não o procure, não seja “tão ligado”; o verdadeiro amigo sabe que nenhuma ausência apagará o que, na presença, foi construído.

Sabe por que nos frustramos com “nossos amigos”? Porque essa larva, que é a distância, tem o poder de revelar quem são os verdadeiros amigos. Faça das larvas oportunidades de perceber quem escolhe ficar de verdade, e pare de chamar amigo quem nunca foi! Lembre-se: AMIGO de verdade resiste a todas as provas do tempo, da distância, das dificuldades!

Valorize seus verdadeiros amigos, não importa onde estejam! Transforme a distância em uma oportunidade, e no fim você verá que há muitas borboletas por detrás das larvas.

Um abraço a todos os meus amigos que moram no Brasil, na Suíça e em Portugal.

banner-hollyspirit


Brigite Cortez

Brigite Cortez, natural de Portugal, é missionária na Comunidade Canção Nova onde atua na Casa de Missão da França.

 

comentários