RELACIONAMENTO

Amar é comprometer-se com o outro

Comprometer-se com o outro é a forma mais autêntica de amar

O amor é sempre um ato da pessoa humana, que, tocada pelo amor de Deus, decide-se por assumir uma postura nova, uma nova forma de viver: amar sempre. Deus se ocupa em derramar Sua graça e ternura em toda criatura, e a cada instante podemos tocar nessa realidade: Ele demonstra o Seu amor por nós. A Carta de São Paulo aos Romanos apresenta a ideia do ser humano conhecer a Deus pela Suas obras (cf. Rm 1,20), e a maior obra do Altíssimo é a entrega do Seu Filho como prova de amor pela humanidade.

Amar é comprometer-se com o outro
Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Jesus é o amor do Pai personificado e pessoalizado. Quero destacar o fato de esse amor ser comprometido, isto é, Deus, em Jesus Cristo, vai até as últimas consequências para provar que nos ama de verdade. Um amor comprometido com o futuro, com a salvação e a eternidade de cada um de nós. Essa também é a forma que devemos buscar para amar: comprometendo-nos com o outro e nos derramando em seu favor a cada instante.

Leia mais:
:: Como cuidar dos idosos com amor?
:: 10 formas de amar seu namorado sem sexo
:: Misericórdia em três gestos de amor
:
: Papa alerta sobre três perigos nas famílias

Vemos que, hoje, as pessoas estão mais ligadas às outras por causa de seus interesses pessoais, buscando desfrutar daquilo que a outra tem para lhe oferecer. Acredito que isso não seja amor, pois o amor é ato da minha pessoa para a outra, sem esperar retribuição ou qualquer forma de recompensa. Amor comprometido é amor gratuito.

Os relacionamentos humanos necessitam se espelhar no amor de Deus para que exista o amor verdadeiro neles. Quem ama se esforça para que o outro cresça e seja feliz. Comprometer-se com o outro é a forma mais autêntica de amar.

Quando falo de esforço, isso requer renúncia de si próprio, mas se Deus é quem dá sentido a esse amor, ele é grandioso. Faça uma reflexão, hoje, sobre a forma de amar que você tem adotado em seus relacionamentos. Se for preciso, adote o modelo do comprometimento, de assumir o outro em todas as situações, enfim, de amar como Jesus amou.

Deus o abençoe!

Diácono Paulo Lourenço
Comunidade Canção Nova 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.