é necessário?

Por que consagrar-se a Maria?

Uma pergunta importante que deve ser respondida é: “Por que consagrar-se a Maria? No Batismo, já fui consagrado a Ela”. Este fato é verdadeiro: no sacramento toda criança é oferecida a Virgem. Então, por que devo consagrar-me de novo a Ela?

Veja bem: muito mais do que novamente consagrar-se a Ela, devemos ter a atitude decidida e perseverante de uma verdadeira devoção. Uma devoção por amor que nasce no coração de cada fiel. Assim, o mais importante é alimentar o caminho espiritual de diálogo com nossa Mãe Santíssima e os quatro princípios propostos no texto anterior.

Por que consagrar-se a Maria?

Foto ilustrativa: Sidney de Almeida by Getty Images

Porém, consagrar-se pelo método é renovar as promessas que fizemos no Batismo, é atualizar o amor e a entrega total a Maria. Pensando dessa forma, podemos, então, nos consagrar e renovar essa consagração todos os dias de nossa vida. Todo dia é um novo dia e, por isso, é possível atualizar, é possível relembrar e reforçar em nós o desejo de ser mariano.

Consagrar para renovar a devoção

Veja bem: você se recorda do que prometeu em seu Batismo? Recorda-se das promessas que fez? Ou pelo menos soube em que elas consistiam? É claro que, aqueles que eram bebês não se recordam, mas, ao crescerem, nunca procuraram saber do que se tratava ou até não sabiam que haviam prometido algo a Deus até agora. Pois é, você prometeu e confirmou no Sacramento da Crisma.

Leia mais:
::Nossa Senhora, consolo para o nosso pranto
::Santa Bernadete, devota da Virgem Maria
::Falsas devoções no culto a Maria
::As 5 características da verdadeira devoção a Nossa Senhora

Se nada disso te convenceu, pense que, toda as vezes que quebramos uma promessa é preciso reconhecer, pedir perdão e renová-la. Desse modo, ficou fácil perceber que é preciso renovar a consagração. No método, nos entregamos todo a Maria para sermos mais de Jesus, até chamamos de: consagração de si mesmo a Jesus pelas mãos de Maria.

O objetivo é atualizar, renovar, recordar as promessas do batismo e buscar cumpri-las em perfeição com o auxílio Materno de Maria, nossa Mãe, Mestra e Educadora. Eis que está posto bons motivos.

Referências:

GRIGNION, Luís Maria. Tratado da verdadeira devoção à Santíssima Virgem. Ed.Vozes, 44ºed. Petrópolis, 2014.
GRIGNION, Luís Maria. O Segredo de Maria. 1ºed. Lorena: Cléofas, 2010. 
https://pt.wikipedia.org/wiki/Lu%C3%ADs_Maria_Grignion_de_Montfort acessado em 07 de Maio de 2020.

banner espiritualidade


Rafael Vitto

Rafael Vitto, natural da cidade de Cuiabá (MT), é membro da Comunidade Canção Nova desde 2015. Hoje, ele é seminarista e estudante da curso de Filosofia na Faculdade Canção Nova.

comentários