mãe

Como aprender a rezar com Maria?

Antes de tudo precisamos recordar que, rezar com Maria é contar com a Mulher agraciada por Deus, ou seja, estarmos unidos com Aquela que é cheia de graça. Ela teve o mérito de Deus e pela ação do Espírito Santo gerou, em seu ventre, o Salvador da humanidade, Jesus Cristo.

Rezar com Maria é rezar com a Mãe, com a Mãe celestial, mas que viveu a vida terrena no meio de nós, que participou da vida do Seu filho Jesus, desde a concepção até a Sua subida aos céus. Ela o acompanhou em todas as fases da vida e, no momento mais difícil, na Sua agonia, Ela estava lá aos pés da cruz, viu Sua paixão e morte, esteve em Seu sepultamento e a espada traspassou o Seu coração de lastimável dor (cf.: Lc 2, 35). Mas a morte não foi o fim do Seu filho, Ela testemunhou a Sua ressurreição e, em pentecostes, reunida com os apóstolos que estavam desfalecidos e com medo, encoraja-os na fé e a perseverarem na caminhada cristã.

Para aprender a rezar com Maria é preciso fazer memória de Sua vida terrena, pois é modelo para nós. Ela é uma mulher de fé e que ama a Deus sobre todos as coisas, Ele é único, é o centro e o sentido de Sua vida. A Sua fé é ativa e a impulsionava a buscar meios para corresponder à Sua religião hebraica. Frequentava a sinagoga, se dedicava na leitura das sagradas escrituras procurando decorar os Salmos e o profeta Isaías, pois, era na Palavra que estava a Sua esperança e vivia a feliz expectativa do cumprimento da promessa de Deus que enviaria o Salvador para libertar o Seu povo da escravidão.

Como aprender a rezar com Maria?

Foto ilustrativa: Wesley Almeida/cancaonova.com

Rezar com Maria é deixar-se conduzir em tudo pelo Espírito de Deus

Rezar com Maria é ser humilde, pois a humildade é reconhecer que nada pode ser realizado sem o auxílio e graça divina. O humilde depende de Deus reconhece sua pequenez, sua incapacidade, então, se entrega totalmente à vontade de d’Ele, abandonando-se aos cuidados da Sua providência, que tem sempre o melhor para nós; é a garantia de que o que receberemos é bem melhor e maior do que os nossos planos, sonhos, vontades e desejos.
Rezar com Maria é deixar-se conduzir em tudo pelo Espírito de Deus, que nos auxilia e perscruta os corações para rezarmos como convém a Deus (cf.:Rm 8,26-27).

Veja também: Clipe com André Florêncio e Juliana de Paula “A Glória do Senhor”

Rezar com Maria é rezar a vida e, diante do que se vive cotidianamente, desenvolver uma escuta ativa a Deus que nos fala nos fatos e dos acontecimentos, sejam eles quais forem, talvez, a dor e aflição, alegria ou preocupação…
Diante dessas realidades, somos convidados a lê-los e contemplá-los à luz de Deus, ou seja, por meio da nossa visão espiritual e não humana, desse modo, veremos o verdadeiro e o real sentido desses acontecimentos. Para a contemplação e reflexão espera-se que as façam no silêncio exterior e interior, mas, se ainda houver inquietude na alma impossibilitando compreensão imediatos dos fatos ocorridos, somos convidados a dar uma resposta a Deus como Maria fez. Ela disse “Sim, faça-se em mim” (cf.:Lc 1, 38).

Ao dizermos “sim” a Deus, significa a aceitação total da Sua vontade, num total abandono a Ele, crendo que, ao nos ter criado, não nos deixa à deriva, Ele está conosco todos os dias e para sempre (cf.: Mt 28,20). O que não é compreensível à natureza humana, assim como Maria, guardemos tudo no silêncio do coração.

Leia mais:
::Se Maria já era cheia do Espírito Santo, o que aconteceu com ela em Pentecostes?
::Quero aprender a orar. O que eu faço?
::Por que os católicos têm uma devoção forte a Nossa Senhora?
::Baixe o aplicativo da Canção Nova e tenha acesso a todos os conteúdos do portal cancaonova.com

Rezar com Ela é assumir a postura de intercessor

Aprender a rezar com Maria é ter um coração em Deus e que se estende a toda a humanidade, um coração materno, maternidade espiritual que não centra em si mesmo, mas que está atenta às necessidades dos filhos e, por isso, é intercessora, ou seja, rezar com Ela é assumir a postura de intercessor. Ser intercessor como Maria é estar atento às necessidades que nos circundam no ambiente em que vivemos, onde estamos ou diante das situações que chegam até nós e até as que desconhecemos podemos, com Maria, apresentar tudo a Deus. É ter coração e ouvidos atentos à voz de Deus, e ser como uma “antena” que recebe um sinal, ou seja, é estar disponível para rezar em todo o tempo e lugar, crendo que não rezamos sozinhos, pois temos o auxílio do Espírito Santo e da Virgem Maria. Assim como Ela fez nas bodas de Caná também se antecipa diante das nossas necessidades (cf.: Jo 2,1-11).

Maria agraciada por Deus, Ela é a Mãe das graças e, com o título de Nossa Senhora das Graças, pode nos conceder todas as que precisarmos. Rezar com Ela é ter a garantia que seremos ouvidos e atendidos na vontade de Deus. E, ao nos encontrarmos fragilizados na fé, sem forças para rezarmos e seguirmos o caminho de Cristo, nos lancemos no colo da Mãe porque Ela rezará, cuidará de nós e vai extirpar os males da nossa vida, pois a Ela foi dado o poder de nos proteger da serpente infernal (cf.: Ap 12,14).

banner espiritualidade


Nilza e Gilberto Maia

Nilza e Gilberto Maia são casados, jornalistas e missionários de dedicação integral na Comunidade Canção Nova.

Nilza é membro da comunidade desde 1999; e Gilberto, desde 2000. Nilza é graduada em Comunicação Social pela UFMT e pós-graduada em counseling pelo IATES/Curitiba. Gilberto também é counselor pelo IATES/Curitiba e graduado em Gestão Comercial.

Ambos atuaram em suas próprias paróquias nas pastorais, movimentos e ações sociais. O casal viveu em Portugal por sete anos, onde realizaram a missão diretamente no Santuário de Fátima, através de transmissões diárias, para a TV, da Eucaristia e da Oração do Rosário da Capelinha das Aparições.

O casal é autor dos livros publicados pela Editora Canção Nova. Atua também no apostolado como anunciadores da Palavra de Deus, e na formação e acompanhamento de casais.

comentários