Raios da Misericórdia

Veneração da imagem de Jesus Misericordioso

Muitas graças são derramadas aqueles que veneram a imagem de Jesus Misericordioso

Em 22 de fevereiro de 1931, Nosso Senhor, na primeira aparição à Santa Faustina, lhe revelou o desejo de ser pintada uma imagem da maneira como ela o via naquele momento, colocando uma inscrição em baixo: Jesus eu confio em vós. Assim falou a Santa Faustina: Pinta uma imagem de acordo com o modelo que você esta vendo, com a inscrição: Jesus eu confio em vos. Prometo que a alma que venerar esta imagem não perecera. Prometo já aqui na terra, a vitória sobre os inimigos, e, especialmente na hora da morte. eu mesmo a defenderei com a minha própria glória. (D. 47-48)

Santa Faustina muito sofreu por causa da pintura desta imagem, que foi realizada ainda durante a sua vida, depois de três anos de estudos realizados pelo seu diretor espiritual Padre Miguel Sopocko. Um dia o diretor espiritual de S. Faustina pediu-lhe que Jesus explicasse o significado dos raios vermelho e pálido.

O significado dos  raios da misericórdia

Jesus explicou-lhe: representam o sangue e a água: o raio pálido significa a água que justifica as almas; o raio vermelho significa o sangue que é a vida das almas. Ambos jorraram do meu coração aberto pela lança na cruz. Feliz aquele que viver à sua sombra, pois não será atingido pela justiça divina. (D. 299)

Jesus, eu confio em vós

Quando a primeira imagem foi pintada Santa Faustina ficou triste por que ele não era bela quanto ela via. Jesus disse-lhe: “O valor da imagem não esta na beleza da tinta nem na habilidade do pintor, mas na minha graça”(D. 313) ” o meu olhar, nesta imagem, é o mesmo que eu tinha na cruz”(D. 326) ofereço aos homens um vaso, com o qual devem vir buscar graças na fonte da misericórdia o vaso é a imagem com a inscrição: “Jesus, eu confio em vos”. (D. 327)

Graças especiais aos que veneram a imagem

Portanto, a Imagem é o meio pelo qual Jesus quer nos conceder as graças: “Por meio desta Imagem, concederei muitas graças às almas.” (D. 570) Em varias aparições Ele prometeu graças especiais para todos os que veneram esta Imagem. Ela deve ser sinal que nos lembre a exigência de praticar as Obras de Misericórdia.

Pe Antonio Aguiar
Moderador Geral da Comunidade Divina Misericórdia

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.