Para que este medo?

Por que será que fugimos tanto dos desafios? Por que, muitas vezes, preferimos ficar com o que já sabemos fazer do que tentar assumir um novo projeto, algo que nunca havíamos realizado antes?

Na verdade, o medo nos faz recuar diante dos desafios da vida, diante de uma nova oportunidade, diante daquilo que todos vêem que somos capazes de realizar, menos nós mesmos.


.: Eto: “Como evitar que sentimentos assim nos paralisem a cada novo desafio que encontramos pela frente?”



Temos medo de não dar conta, medo de não realizar o que deve ser feito da melhor maneira, de decepcionar os que confiaram em nós, de frustrar as expectativas dos demais, medo do resultado. E, muitas vezes, não nos damos conta de que este sentimento nos faz recuar antes mesmo de tentarmos. Quem foi que lhe disse que você não daria conta disso? Como pode ter tanta certeza de que não irá conseguir se nem ao menos tentou?

Somos incapazes de reconhecer todos os nossos talentos, todo o nosso potencial, e é em cada desafio, que assumimos tentar, que vamos descobrindo se somos capazes ou não. É caminhando que vamos amadurecendo. É vivendo que crescemos. Se pararmos no medo de tentar, não construiremos nossa história, passaremos a vida sem conhecer realmente o potencial que tínhamos, e nos conformaremos em ter conhecido tão pouco de nós mesmos, tão pouco do que somos capazes. E, assim, talvez deixemos de contribuir com o mundo por parar em nossos limites, que podem ser menores do que imaginamos.

Dê uma chance a você mesmo, uma chance de florescer, de mostrar seu potencial, de acreditar em você mesmo! E, de tentar, sem medo de errar, porque a maior decepção que pode haver é perceber que, com o passar do tempo, crescemos pouco por não ter tido coragem de arriscar.

Que Deus o abençoe e lhe dê coragem de ousar!

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.