Orações para a 1ª Semana do Retiro Popular

Salmo da Semana

Reze o Salmo 13 8 (13 9), deixando que a luz de Deus penetre em todos os recantos de seu ser. Não se assuste com os versículos 19 a 22, uma vez que o salmista, experimentando a perseguição, teve coragem para desabafar com o Senhor! Rezar os Salmos é rezar, diante da face do Senhor, todas as situações humanas. Mas os Salmos são rezados na Igreja à luz do mistério pascal de Cristo e, por isso, nunca paramos no sofrimento, na perseguição ou na morte! Logo chegamos a pedir: “Olha se meu caminho se desvia e guia-me pelo caminho eterno”.

“Senhor, tu me examinas e me conheces, sabes quando me sento e quando me levanto. Penetras de longe meus pensamentos, distingues meu caminho e meu descanso, sabes todas as minhas trilhas. A palavra ainda não me chegou à língua e tu, Senhor, já a conheces toda. Por trás e pela frente me envolves e pões sobre mim a tua mão.
Para mim, tua sabedoria é grandiosa, alta demais, eu não a entendo. Para onde irei,
longe do teu espírito? Para onde fugirei da tua presença? Se subo ao céu, lá estás, se desço ao abismo, aí te encontro. Se utilizo as asas da aurora para ir morar nos confins do mar, também lá tua mão me guia e me segura tua mão direita.
Se eu digo: “Que ao menos a escuridão me esconda e que a luz se faça noite ao meu redor”; nem as trevas são escuras para ti e a noite é clara como o dia; para ti as trevas são como luz.
Foste tu que criaste minhas entranhas e me teceste no seio de minha mãe. Eu te louvo porque me fizeste maravilhoso; são admiráveis as tuas obras; tu me conheces por inteiro. Não te eram ocultos os meus ossos quando eu estava sendo formado em segredo, e era tecido nas profundezas da terra. Ainda embrião, teus olhos me viram e tudo estava escrito no teu livro; meus dias estavam marcados antes que chegasse o primeiro.
Como são profundos para mim teus pensamentos, como é grande seu número, ó Deus! Se os conto, são mais que a areia, se acho que terminei, ainda estou contigo.
Meu Deus, se matasses o ímpio… assassinos, afastai-vos de mim! Eles falam de ti coisas iníquas, ergueram-se, mas em vão, contra ti. Senhor, não devo odiar os que te odeiam e detestar os que se revoltam contra ti? Eu os odeio com ódio implacável, considero-os como inimigos.
Examina-me, ó Deus, e conhece meu coração, prova-me e conhece meus sentimentos; olha se meu caminho se desvia e guia-me pelo caminho eterno”.

“Cristo é a nossa Paz”
Na primeira semana de retiro, você terá oportunidade de andar pela rua, vendo placas de trânsito, faixas de pedestres, avisos diversos como “Não fume” ou “Jogue o lixo no lixo”. A segurança e a paz na sociedade podem ter, para os cristãos, um sentido mais profundo. Experimente dar um sentido novo às leis e normas da sociedade. Experimente fazer tudo por amor a Deus e ao próximo, como resposta de fé. O mundo vai se parecer mais com o Paraíso!

Oração da noite

Para encerrar o seu dia de retiro, reze assim:
Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.
Eu vos adoro, meu Deus, e vos amo com todo o coração. Dou-vos graças por me terdes criado, feito cristão e conservado neste dia. Perdoai-me as faltas que hoje cometi e, se algum bem fiz, aceitai-o. Guardai-me durante o repouso e livrai-me dos perigos. A vossa graça esteja sempre comigo e com todos os que me são caros. Amém.
Meu Deus, dai-me luz para conhecer os pecados que hoje cometi, as causas deles e os meios de evitá-los.

Exame de consciência:

Deveres para com Deus: Lembrei-me de Deus durante o dia, oferecendo-lhe o meu trabalho, dando-lhe graças, recorrendo a Ele com confiança de filho? Deixei-me vencer pelo respeito humano em algum momento? Fiz as minhas orações pausadamente com atenção e devoção?

Deveres para com o próximo: Tratei com dureza ou desprezo os demais? Tive a preocupação de ajudar os que me rodeiam, fazendo- lhes, além disso, a vida mais agradável? Preocupa-me também a sua vida religiosa? Fiz algum apostolado? Caí na murmuração? Sei perdoar? Rezei pelas pessoas que de algum modo me preocupam?

Deveres para comigo mesmo: Lutei pela minha própria santificação? Deixei-me levar por sentimentos de orgulho, vaidade, sensualidade? Esforcei-me por arrancar o meu defeito dominante? Recorri a Deus para que aumente em mim todas as virtudes e, especialmente, a fé, a esperança e a caridade?

Ato de contrição: Meu Deus, porque sois tão bom, tenho muita pena de vos ter ofendido. Ajudai-me a não tornar a pecar.

Ao Anjo da Guarda: Anjo da Guarda, minha companhia, guardai a minha alma de noite e de dia.

Pelas Almas do Purgatório: Dai-lhes, Senhor, o eterno descanso, entre os esplendores da luz perpétua. Descansem em paz. Amém. Amado Jesus, José e Maria, eu vos dou o coração e a minha alma.
Amado Jesus, José e Maria, assisti-me na última agonia.
Amado Jesus, José e Maria, expire em paz entre vós a alma minha.
Reze o Pai-Nosso, a Ave-Maria, o Glória ao Pai.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.