Deus nos ama

“Deus é amor, e quem permanece no amor permanece em Deus e Deus nele” (1Jo 4,16)

É o próprio Pai que diz a você: Eu te amo com amor eterno. E coloco o meu amor agora em seu coração para que você possa amar intensamente a todos os seus irmãos.

São Paulo define, na primeira carta aos Coríntios, capítulo 13, que o amor perfeito de Deus é paciente, bondoso, não tem inveja, não é orgulhoso, não é arrogante, não é escandaloso, não busca seus próprios interesses, não se irrita, não guarda rancor, não se alegra com a injustiça, mas se rejubila com a verdade; tudo desculpa, tudo suporta, tudo crê e tudo espera.

E o Pai continua nos falando: É este o amor, o meu amor, que quero que você viva sempre, todos os dias.

Vem Senhor restaurai-me no teu amor. Cura as minhas feridas para que eu possa amar-te com toda minha alma e todo o meu coração, e amar o meu irmão como o Senhor me ama.
Pai querido, te dou graças pela minha vida, por esta obra-prima que fizeste. Ajuda-me, Senhor, a ser tua imagem e semelhança. Ajuda-me a permanecer no teu infinito amor. Pai querido, obrigado por teu amor, carinho e misericórdia. Pai amoroso, porque tu és amor, o senhor nos perdoa, nos consola em nossos sofrimentos e faz de nos filhos muito amados, co-herdeiros com Jesus Cristo de todas as suas riquezas.
Pai nosso, agradeço o teu amor perfeito que nos deu Teu único filho para nos salvar.

O amor de Deus por você é eterno. Acolha essa verdade em seu coração para que Ele entre em sua vida com seu amor ímpar, inteligível; basta você abrir a porta do seu coração para que Ele entre e você comece a experimentar uma nova vida, plena de amor, paz, alegria.

Deus em sua infinita misericórdia, ama você, meu irmão, ama você, minha irmã, como você é, e na situação em que você se encontra.

Trecho do livro: Nínive ou Társis? Como escolher um caminho seguro

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.