Coisas do coração

Sua resposta neste caso não dever ser sim nem não. Porque depende do ponto de vista que você encarar a pergunta.

Claro que quando pergunto se vale a pena sentir novamente aquela brisa suave ou ainda o perfume daquelas rosas inesquecíveis, sua resposta imediata será sempre sim, porém quando se fala de uma mágoa, de uma ofensa sofrida, sentir de novo, não vale a pena.

Seria ressentimento e ressentimento é um grande mal, que aliás tem tirado o brilho da vida de muita gente.

Chamamos de ressentimento o ato ou efeito de ressentir-se. É sentir de novo ou sentir de um jeito novo, é deixar vir a tona a emoção ligada a experiência negativa.

Fiquei impressionada estes dias quando tomei conhecimento dos males que o ressentimento causa ao ser humano. Realmente não vale a pena cultivar algo tão nocivo em nosso coração!

Através do Livro A Cura do Ressentimento do padre Léo, conheci uma historinha que nos faz entender melhor o que quero dizer:

Conta-se que Juvenal era um homem trabalhador e honesto, vivia feliz com sua esposa, convivendo com os probleminhas básicos do dia a dia…
No mais, tudo bem, era um homem feliz.

Até descobrir que estava sendo traído por sua esposa e o pior, é que a traição envolvia o patrão do Juvenal, homem que antes era referência para ele.

Todas as suspeitas confirmadas, Juvenal viu sua vida arruinada, desempregado, sem a esposa e com um sentimento terrível envolvendo seu coração. Saiu de casa sem destino e começou a perambular pelas ruas… era infeliz, completamente infeliz! Seu coração estava preenchido pelo ressentimento, ele passava o dia e às vezes a noite pensando no mal que aqueles dois haviam lhe causado, revendo as cenas, murmurando sozinho sua dor e isso ia consumindo o Juvenal.

Até que chegou o grande dia, quando ele encontrou um Gênio que poderia realizar o pedido que ele desejasse. Ele nem acreditava, finalmente voltou a sorrir e fazer planos…

Mas seus sentimentos se misturavam e ele não conseguia definir seu maior desejo, pediu um tempo ao Gênio e prometeu que na manhã seguinte expressaria seu pedido.
Em casa, Juvenal lembrou-se de um detalhe que atormentava seu coração ressentido.
O Gênio havia explicado que tinha uma condição para que seu pedido fosse atendido: ele teria que dar ao seu maior inimigo em dobro tudo aquilo que Juvenal pedisse para ele. Esse “detalhe” atormentava o coração do pobre homem movido pela dor do ressentimento. Até que na manhã seguinte conforme havia combinado ele foi até o Gênio e movido pelo ressentimento que já havia tomado conta de seu coração, Juvenal fez a pior escolha de sua vida; disse para o gênio:

“- Já que meu pedido será dado em dobro para meu pior inimigo que é meu ex-patrão, estou certo do que quero e não tarde em cumprir o que prometeu; arranque um de meus olhos, este é meu pedido!”

Terrível este tal ressentimento não é? Que benefício o pobre e infeliz Juvenal lucrou em vingar sua ira?

Deus não quer isso para você, Deus lhe quer feliz! O ressentimento mina toda alegria de viver, desvia o homem dos planos de Deus.
Faça opção pelo bem, pelo perdão, seja inteligente! O maior beneficiado será você mesmo, tenha certeza disso.


Dijanira Silva

Missionária da Comunidade Canção Nova, desde 1997, Djanira reside na missão de São Paulo, onde atua nos meios de comunicação. Diariamente, apresenta programas na Rádio América CN. Às terças-feiras, está à frente do programa “De mãos unidas”, que apresenta às 21h30 na TV Canção Nova. É colunista desde 2000. Recentemente, a missionária lançou o livro “Por onde andam seus sonhos? Descubra e volte a sonhar” pela Editora Canção Nova.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.