Aprendendo a aprender

Digo, sem medo de cometer uma incoerência, que a maioria dos traumas e feridas interiores, que trazemos, acontecem em virtude de não sabermos lidar com nossas fraquezas e imperfeições.

A sociedade está cheia de pessoas que esqueceram que são limitadas e que acabam exigindo de si mais do que podem dar e fazer. Em conseqüência disso, cada vez mais aumentam os níveis de estresse e outras doenças com raízes psicossomáticas.

Existe um determinado momento em que precisamos parar e descansar, porque não dá mais… precisamos aprender a respeitar nossos limites.

Muitas vezes, nosso corpo nos emite sinais de incapacidade e limitação, ele nos evidencia, através de dores e enfermidades, que precisamos parar e cuidar de nós mesmos, porém, nem sempre nos respeitamos, e depois não compreendemos, porque cada vez mais as pessoas entram em depressão.

O ser humano precisa aprender a lidar com as próprias fraquezas, precisa encará-las de frente. Ninguém nasce sabendo: se você não sabe conversar bem como alguém, precisa aprender, é só ter a humildade de reconhecer sua limitação e começar pequeno, aos poucos. Não queira começar por cima, tenha a humildade de começar de baixo.

A criança não nasce andando, ela aprende aos poucos, com seus pais lhe ensinando, incentivando, e antes de aprender a caminhar, ela cai inúmeras vezes.

Há pessoas que querem morrer porque são tímidas e não conseguem arranjar um(a) namorado(a). Ora, timidez não é o pior mal da vida, exercite-se, saia de si mesmo gradativamente, assim você vencerá a timidez e conseguirá relacionar-se melhor, digo isso também com relação a outras dificuldades.

É preciso ter humildade e coragem para enfrentar o problema de frente e buscar em Deus soluções adequadas para o solucionar. É fácil inventar justificativas e fugir das próprias fraquezas, porém, “vencedor é aquele que se encara de frente sem temer os ruídos da própria imperfeição”.

O ser humano não é só fraqueza, saiba que existe muita coisa boa em você que precisa descobrir. Dê uma chance a si mesmo, procure olhar-se com os olhos de Deus, foi Ele quem o criou, em você existe mais bem do que mal.

Acredite em você mesmo, nunca tenha medo de aprender com o erro, e tenha a sensibilidade para sempre aprender a aprender consigo mesmo, com as pessoas e com todas as situações que se apresentarem no decorrer de sua vida.

Saiba que não nos encontramos sozinhos neste aprendizado, existem milhares de pessoas que se aventuram conosco neste território, em que aprendemos que paciência e perseverança são virtudes essenciais para nossa transformação.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.