A presença transformadora de Jesus

Deus tem me levado, através do estudo bíblico, a refletir sobre o poder da presença de Jesus, que é algo transformador, que nos restaura e que tem o poder de mudar o que nos parece impossível.

Em Marcos, capítulo 5, vemos a história de um homem, que possuído pelo demônio, morava nos túmulos e ninguém conseguia tirá-lo de lá.

“Ao ver Jesus, de longe, o homem correu, caiu de joelhos diante dele e gritou bem alto: Que queres de mim, Jesus, Filho de Deus Altíssimo?”(id. ib. vers.6)

Aquele homem possesso vê Jesus de longe e se aproxima d’Ele, sente-se atraído por Ele, corre ao Seu encontro, e neste momento com o Senhor, ele é liberto de toda ação do maligno. O final deste texto nós já o conhecemos: Jesus ordena que a legião vá para a manada de porcos, a qual precipitou-se no mar, afogando-se.

Mas não quero, aqui, dar ênfase à ação do mal, mas sim, à presença transformadora de Jesus. Aquele homem não foi somente liberto dos espíritos que o atormentavam. Foi restaurado em toda a sua pessoa.

“Chegaram onde Jesus estava e viram o possesso sentado, vestido e no seu perfeito juízo.” (id. ib. vers.15).

Ele estava sentado, não mais preso com correntes e grilhões, estava na posição de alguém em recuperação, não andava mais caído pelo chão. Talvez estivesse numa posição de reflexão, contemplando aquilo que Jesus havia realizado em sua vida. Estava vestido não mais como um mendigo sujo, mas sim, em seu perfeito juízo. Alguém consciente, que traz a sua mente livre, aberta, que conheceu a Verdade.

Diante da transformação, que a presença do Senhor operou em sua vida, sentiu-se impulsionado a segui-Lo, a viver uma nova vida. E, de fato, isso aconteceu, mas não da forma como ele, a princípio, pensou.

“O homem que tinha sido possesso pediu para que Jesus o deixasse ir com Ele. Jesus, porém, não permitiu, mas disse-lhe: vai para casa, para junto dos teus, e anuncia-lhes tudo o que o Senhor, em Tua misericórdia, fez por ti” (id. ib. vers.19).

Isso também acontece com muitos de nós: vivemos uma vida desregrada, mergulhada no pecado e por isso trazemos muitas feridas. E quando nos encontramos com Jesus e nos deixamos ser transformados por Ele, sentimos vontade de deixar a vida antiga, para viver só com o Senhor e, muitas vezes, pensamos que para isso precisamos deixar tudo, e ir com Ele. Mas, algumas vezes, o Senhor nos convida a permanecer em nossa casa, com nossa família, pois estamos em “recuperação”. O pecado deixa muitas feridas em nós, deixa marcas que precisam ser tratadas e curadas. Jesus cura, sim! Mas trazemos as conseqüências dos erros que cometemos, as quais precisam ser sanadas, para que, livres, possamos anunciar os grandes feitos do Senhor em nossas vidas.

Talvez você tenha até se decepcionado com Deus, pois trazia em seu coração um enorme desejo de partir com Ele no “barco”, mas Jesus o convidou a permanecer onde estava, a voltar para casa, a anunciar aos seus tudo o que Ele realizou em você, em Sua misericórdia. Vejamos qual foi a resposta daquele homem:

“O homem foi embora e começou a anunciar, na Decápole, tudo quanto Jesus tinha feito por ele. E todos ficaram admirados.” (id. ib. vers.20).

A nossa casa e a nossa família precisam conhecer a maravilha que é o Senhor. Eles precisam experimentar a presença de Jesus, para ser transformados por Ele. E nós somos convidados a ser como esse homem – anunciadores da Misericórdia de Deus. Assim, vamos sendo curados e, ao mesmo tempo, canal de cura para os outros.

Não sei o que você vive hoje, mas desejo, que neste dia, tenha um verdadeiro encontro com o Senhor, com Sua presença transformadora, que o libertará de todo o mal, de toda angústia, de toda dúvida e de tudo o que tem o impedido de reconhecer as maravilhas de Deus.

É hora de se perguntar: “Que queres de mim, Jesus?”

Reze comigo:

Senhor, eu venho ao Teu encontro, disposto a fazer a Tua vontade. Liberta-me de todo o mal e dá-me a graça de ser um anunciador da Tua misericórdia na minha família, na minha comunidade. Que todos os que se encontrarem comigo, sintam a Tua presença que é capaz de restaurar e de realizar o impossível. Amém!

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.