Viver como Sara e Tobias

A Bíblia nos conta que Tobit, pai de Tobias, pediu a seu filho para que fizesse uma viagem a uma terra muito distante e, para isso, pediu que ele procurasse alguém para acompanhá-lo. Foi quando Deus, na sua bondade, providenciou um companheiro que, mais tarde, iria se revelar: era o próprio Arcanjo Rafael.

Foi Rafael quem conduziu Tobias até a casa de Ragüel, pai de Sara, com quem Tobias se casou.

Na noite do casamento, levaram o jovem esposo aos aposentos de Sara que o esperava. Ela tinha todo o direito de se dar ao esposo que Deus mesmo havia escolhido para ela. Tobias, que tinha se conservado casto até aquele momento, se levanta, volta-se para sua esposa e diz:

“Levanta-te, Sara, e roguemos a Deus, hoje, amanhã e depois de amanhã. Estaremos unidos a Deus durante estas três noites. Depois da terceira noite consumaremos nossa união; porque somos filhos de santos e não nos devemos casar como os pagãos que não conhecem a Deus” (Tb 8,4-5 cf. tradução da Bíblia Ave-Maria).

Preste atenção: “Porque somos filhos de santos, e não nos devemos casar como os pagãos que não conhecem a Deus”. Todos os rapazes e moças que são virgens, saibam: manter-se castos é uma graça de Deus! Por amor ao seu casamento e à sua família, mantenham-se firmes! Façam um compromisso de castidade ao Senhor!

Por causa de “amigos” que contam vantagens e fazem mil insinuações, talvez você seja um daqueles que vive titubeando, sem saber mais o que é certo e errado. Saiba: é preciso querer a mesma graça de Tobias e Sara. Outros caíram e se machucaram muito cedo. Com você não precisa ser assim!

Quando eu era menino queimei o meu braço com água fervendo. Até hoje tenho a cicatriz e tenho que tomar muito cuidado: pois qualquer queda o machuca, pois tornou-se uma região muito frágil e sensível.

É incrível como o mundo e a tentação são cruéis com os homens! Muitos rapazes caíram e se queimaram também muito cedo. Sei que eles gostam de se exaltar contando aventuras! Mas francamente: infeliz de você que se queimou tão cedo! O certo era ter chegado virgem ao casamento! É que o mundo inverteu os valores. Mas, creia, a verdade não se faz por maioria!

Se você fosse a um rio e encontrasse lá muito cascalho e pouquíssimo ouro, o que você pegaria: o cascalho ou o ouro? Claro que pegaria o ouro! Repito: a verdade não se faz pela maioria. Não é porque muitos caíram que você precisa cair.

O mesmo acontece com as meninas: antigamente conservavam a virgindade até o casamento. Nos tempos atuais, infelizmente, o mundo, a televisão, as novelas têm mudado de tal maneira a cabeça das mulheres que elas acreditam, que chega a ser um vexame, conservar a virgindade.

O que está em jogo é a sua pureza!

Muitas meninas ficam com a cabeça confusa: “Será que estou certa? As minhas colegas constantemente falam na minha cabeça. Quase me empurram! Se recuso e não entro nessas aventuras, parece-me que sou menos que elas e sou fatalmente rejeitada…”

Não, você não é menos: é mais! Se os rapazes “se queimam” quando têm relações antes do casamento, a “queimadura” para as mulheres é muito mais dolorosa.

Neste imenso desafio de viver pureza e castidade, é triste ver pai e mãe aconselhando seus filhos a usar camisinha, porque, “afinal de contas, ninguém consegue se segurar”. É uma falsa prevenção!

Temos que voltar àquilo que Tobias disse a Sara: “Porque somos filhos dos santos, e não nos devemos casar como os pagãos que não conhecem a Deus”.

Os que se queimam são vítimas! Eles não são superiores aos outros!

Assim como digo aos rapazes e moças que conservaram a sua virgindade que façam um compromisso ao Senhor de se conservarem virgens até o casamento, digo também àqueles que, por mil motivos, perderam a virgindade: façam, também, o mesmo compromisso com o Senhor: Daqui para frente, me comprometo com o Senhor, a viver em perfeita castidade até o casamento.

Assim como cuido do meu braço, que já foi queimado, para que não se queime mais, também convido você para, a partir de agora, se manter “virgem” até o casamento.

Seja qual for a sua história, por mais dolorosa que seja, Jesus é capaz de mudar seu interior e seu físico. Tem muita gente com vergonha de si mesmo e até do próprio corpo por causa das situações nas quais já foram vítimas.

Assuma o que a Palavra de Deus nos diz:

“Se alguém está em Cristo, é uma nova criatura. O mundo antigo passou, eis que aí está uma realidade nova” (2 Cor 5,17).

Encantou-me o testemunho de uma moça que me disse: “Eu não era mais virgem: já tinha tido dois filhos. Quando ouvi uma palestra sua, em que o senhor nos convidava a permanecer virgem de alma e de corpo até o casamento, eu quis e me decidi do fundo do coração. Mas, me perguntei: Como se fará isso? Eu não sou mais virgem… Mas, permaneci firme e pedi ao Senhor a graça da virgindade, também no meu corpo”.

Casei-me. Fizemos como Sara e Tobias e na primeira relação tive a impressão de que era a minha “primeira relação”. Tudo indicava que havia uma membrana oferecendo resistência e que, por fim, foi rompida. Agradeci a Deus, mas pensei que era impressão minha.

Mas aquilo não me saia da cabeça. Tive coragem e conversei abertamente com meu esposo e ele me disse que percebeu a mesma coisa, mas não teve a coragem de dizer nada, porque ele havia se conservado “virgem” até o casamento: aquela era a sua primeira relação. Por isso pensou que tinha sido impressão dele. Agora ele mesmo podia afirmar: uma coisa incomum havia acontecido.

Fiquei grávida. Toda a gravidez se passou como se fosse o primeiro filho. Mas isso poderia, com mais razão, ser uma impressão minha.

Tive parto normal. A parteira toda feliz me disse: É o seu primeiro parto, não é? Eu tive que dizer-lhe: Não, já é o terceiro! A parteira não se conteve: Não é possível. A sua musculatura e todas as suas reações foram de primeiro parto! Ela não entendeu. Eu mais uma vez agradeci a Deus.

Logo em seguida, eu tive um problema de retenção urinária, com muitas dores. A médica, quando examinou, me disse: Mas isso só acontece como conseqüência de um primeiro parto! O que aconteceu com você?

Daí não tive mais dúvida. Padre, eu não sei explicar, mas tudo indica: o meu pedido foi atendido. O Senhor me fez virgem de alma e também de corpo!

Eu também não tinha explicação. Só pude dizer a ela: Tudo indica: o seu pedido foi atendido!

Agradeçamos ao Senhor:

Obrigado, Senhor, porque limpas a minha mente! O meu coração! Os meus pensamentos! As minhas fantasias e lembranças dolorosas!

Cobre-me com a Tua graça. Com o Teu amor. Concede-me a firmeza, a fortaleza dos santos, para que possa manter-me firme no propósito de viver a pureza e a castidade!

Obrigado, Senhor, pela graça de recomeçar! Amém!

Do livro: “Geração PHN”

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.