Verdade muda a vidade um homem

Celebramos neste dia a memória do grande Bispo e Doutor da Igreja que nos enche de alegria, pois com a graça de Deus tornou-se modelo de cristão para todos. Agostinho nasceu em Tagaste, Tunísia em 354 do Patrício (convertido) e da cristã Santa Mônica, a qual rezou durante 33 anos para que o filho fosse de Deus.

Aconteceu que Agostinho era de grande capacidade intelectual, profundo, porém preferiu saciar seu coração e procurar suas respostas existenciais tanto nas paixões, como nas diversas correntes filosóficas.

Com a morte do pai saiu Agostinho para aprofundar nos estudos, principalmente na arte da retórica, sendo assim depois de passar em Roma, tornou-se professor em Milão, onde envolvido pela intercessão de Santa Mônica acabou freqüentando por causa da oratória os profundos e famosos Sermões de Santo Ambrósio, até que por meio da Palavra anunciada, a Verdade começou a mudar sua vida.

O seu processo de conversão recebeu um “empurrão” quando na luta contra os desejos da carne, acolheu o convite: “Toma e lê”, e assim encontra na Palavra de Deus (Romanos 13, 13s) a Força para a decisão por Jesus: “…revesti-vos do Senhor Jesus Cristo…não vos abandoneis às preocupações da carne para lhe satisfazerdes as concupiscências“.

Santo Agostinho que entrou no Céu com 76 anos, converteu-se com 33 anos quando foi catequizado, batizado por Santo Ambrósio e mesmo depois de “perder” a mãe voltou para África, onde fundou uma comunidade cristã ocupada na oração, estudo da Palavra e caridade, isto até ser ordenado Sacerdote e Bispo de Hipona, santo, sábio, apologista e fecundo filósofo e teólogo da Graça e Verdade.

Santo Agostinho… rogai por nós!

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.