Um coração terno e compassivo

Para compreender um pouco porque Jesus, sendo Homem-Deus, não afastou de si o sofrimento que consterna a todos, precisamos caminhar com Ele pelas estradas da Palestina.

O infinito amor e compaixão de Deus Pai, contemplava o homem na sua angústia, solidão e distância e projetava a sua Redenção. Jesus, a Segunda pessoa da Trindade conhecendo quanto o Pai o amava e quanto o Pai amava aos homens, seus irmãos, revestido de infinita ternura e compaixão, por nós, pela humanidade inteira, se faz um de nós. Seu coração, olhos, ouvidos, mãos e pés alcançaram o homem na sua dor, no seu coração sofrido… como é bom sentir que somos compreendidos…

Faça comigo, um passeio à Terra de Jesus e contemplemos com respeito o que faz, como faz e porque faz. Jesus não pára! Todos precisam saber e conhecer o seu amor, compaixão, ternura. Vai à casa de Pedro e encontra a sogra doente. ‘Inclinando-se sobre ela, ordenou e a febre a deixou…’ Depois do pôr-do-sol, todos os que tinham enfermos de diversas moléstias lhos traziam. ‘E Jesus impondo-lhes a mão, os sarava…’ Um dia apareceu um homem cheio de lepra. ‘Jesus estendeu a mão e disse: eu quero fica curado!’

Um viúva levava seu filho único ao sepultamento. ‘Jesus movido de compaixão – tocou no esquife e ordenou: Jovem, levanta-te!’
Jesus era comprimido pelo povo e tocado, empurrado pelos que desejavam vê-lo e em sua sensibilidade pergunta: ‘Quem me tocou? ‘
Nas bodas de Caná – restaura a alegria mudando a água em vinho.
‘Na Cruz perdoa os inimigos – senta com a samaritana, ouve Nicodemos…

Com estes poucos fatos podemos conhecer um pouco o coração terno e compassivo de Jesus. O amor não é sentimento imóvel, o amor é movimento, é saída, é relação. Com apenas estes poucos exemplos percebemos Jesus sempre em movimento: ele vai, ele toca, inclina-se, impõe as mãos, escuta, consola, devolve a vida, transforma a água em vinho…

Um coração que deseja ser como Jesus, terno, compassivo, é um coração que se move, vai ao encontro… Jesus curava muitos, porque os amava muito. O amor, o perdão, a compaixão e a bondade, tem um poder curador muito grande.

Jesus que tua bondade seja derramada em nossos corações para que nos tornemos cheios de ternura e compaixão para com os jovens, as crianças, os doentes, marginalizados, sedentos e famintos de um coração que os abrigue e os cure.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.