Santa Teresa de Ávila

Vamos conhecer uma grande mulher que se destacou não somente no Carmelo, mas também em toda a Igreja. O seu nome é Teresa D Ávila, santa, reformadora do Carmelo, mestra de oração, doutora da Igreja e a primeira mulher a receber esse título.
Santa Teresa rompeu com muitas barreiras de discriminação e marcou a história.

A oração sempre foi à marca do Carmelo. Os Carmelitas sempre foram conhecidos pela austeridade de vida, pela intimidade com o Senhor através oração contínua. O Papa Leão XIII dizia que “Sem a oração não há Carmelo”. “Só a oração justifica a nossa existência”. (Diálogo das Carmelitas) Não é por acaso que o Carmelo é um solo fértil de santidade produzindo muitos santos para nossa Igreja.

Contudo, nem sempre foi assim. Houve um período em que a Ordem cedeu ao primeiro rigor e havia muitas saídas, pouca observância e muita dispersão, pouco silêncio, muita liberdade.

Santa Teresa percebeu que não era possível viver o ideal de união com Cristo desta forma e começou a pensar o que poderia ser feito. Um dia, após a comunhão, o Senhor mostrou-lhe que esta era realmente sua vontade e Santa Teresa, dócil ao Espírito Santo começou a agir.

Isso também pode acontecer conosco. Começamos com grande fervor e aos poucos vamos esfriando e relaxando nos primeiros propósitos. Pense se não é hora de deixar o Espírito Santo reinflamar o carisma que há em ti. Foi para isso que Deus usou de Santa Teresa, para que através dela a Ordem voltasse ao seu primitivo fervor.

A principio ela encontrou muitas dificuldades, passou vários vexames e insultos, mas como “oração e vida fácil são dois contrários”, não desanimou e a vontade de Deus se manifestou através do Papa Pio V que autorizou a Reforma do Carmelo e até permitiu a fundação de Conventos Masculinos. Foi assim que Santa Teresa conheceu São João da Cruz, que tinha o mesmo desejo de santidade e ajudou muito na reforma.

Tudo isso só foi possível porque para Teresa, a oração não era estática e estéril, centrada em si mesma. Mas foi na oração que Santa Teresa encontrou o impulso para a ação. Para o Carmelita, a oração não está restrita a determinados momentos de oração, mas é como a respiração na presença no Deus Vivo.

A oração é a ocupação essencial do Carmelita, mesmo quando realiza outros trabalhos.

Seu Irmão
Eduardo Rocha Quintella
Continuo Orando Por Você…

Eduardo Rocha Quintella Fraternidade S. J. da Cruz – O.C.D.S – B.H.
Adorador Noturno da Catedral Nossa Senhora da Boa Viagem
B.H. E- mail : eduardoquintella@terra.com.br Tel.: (0xx31) 3486 -8507
Belo Horizonte M.G

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.