Questionar resolve?

Alguns podem dizer que sim, pois afinal de contas, temos o direito de entender, de compreender as coisas e situações que nos acontecem! Mas, para falar a verdade, até que ponto vale a pena querer entender tudo? 

Hoje, acordei com esse pensamento: “Gisele, afinal de contas, por que você insiste em querer entender tudo? Onde está a expectativa da descoberta, a alegria em acolher de Deus respostas que você nem esperava? Onde está a sua fé, a sua confiança na Providência Amorosa de Deus que conduz todas as coisas?”. E, então, fui para a capela, para poder conversar com Jesus sobre essas perguntas que surgiram em meu coração. Foi quando, ali, diante de Jesus Sacramentado, lembrei-me daquele livro do Dunga, cujo título já disse muito para mim: ““Jovem, o Caminho se faz caminhando”. Nele, o Dunga descreve que o caminho se faz quando se quer caminhar, e que a vontade de Deus é revelado quando nos colocamos a caminho. E assim acontece também em todas as situações da minha vida, da sua vida. Muita coisa, que você vive hoje, talvez não entenda, como o sofrimento originado devido a uma enfermidade, o desemprego, um amor não correspondido, o final de um namoro, a desestruturação da sua família.

Mas, talvez, você também não entenda essa angústia que está em seu coração, as crises interiores que vivemos, aquelas vezes em que nos deparamos com nossas misérias, que caímos no pecado, quando não nos reconhecemos mais… Enfim, são tantas situações que causam em nós dúvidas, questionamentos, e que, muitas vezes, ficamos sem resposta. É como que se Deus ficasse mudo. E na verdade, na maioria das vezes, é o nosso coração que está endurecido pela dor, de modo que não conseguimos ouvi-Lo, mas acontece também de Ele se ‘calar’ por um tempo. E para que isso? Para nos fazer crescer, fazer de nós pessoas de fé. 

E o que fazer quando essas dúvidas surgirem? Era exatamente essa a pergunta que estava em meu coração, e Jesus me respondeu que a melhor coisa que você e eu devemos fazer é nos colocar a caminho, como os leprosos que, a caminho, foram curados. Como os discípulos de Emaús que, da mesma forma, a caminho, se encontraram com o Senhor e O reconheceram, e os olhos deles se abriram. O importante é sempre caminhar, não parar nunca. Entenda bem, não estou dizendo que você tenha de viver, de  agora em diante, como um errante, sem precisar entender nada, não é isso. Mas é que existem situações em que Deus usa do silêncio, da ausência de sentimentos e de compreensão, para nos treinar e nos educar. Porque nos quer pessoas maduras na fé, e que transcendam a todas as situações.

Mas e a resposta? Quando virá? Ela virá a caminho, no tempo certo, Deus responderá todas as coisas. Padre Pio diz que o Senhor não deixa jamais nossa oração sem uma resposta. É preciso confiar, como ensina a a canção: “Deus cuida de mim, mesmo que eu não veja, mesmo que eu não perceba”. Assim nenhuma dor, nenhum sofrimento me farão parar. Usemos da nossa liberdade para escolher não querer mais entender todas as coisas com a razão. Sim, isso será um grande desafio, não é para qualquer um não! É preciso ter coragem de viver única e exclusivamente da fé!

Eu já me coloquei a caminho, e você? Estamos juntos, 

Com carinho 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.