Por que trabalhamos? Com a palavra de Padre Stan

O trabalho é um dom, embora ele sempre envolva um pouco de sofrimento. Mas é uma benção poder trabalhar. Eu vejo o quanto ele eleva a dignidade da pessoa; a faz sentir melhor consigo mesma e com os outros, e dá sentido à sua vida. Ele faz as pessoas se doarem. Também vejo o quanto é difícil e doloroso quando as pessoas não conseguem ou não podem trabalhar. Elas se sentem inúteis.

O dicionário Webster tem vários significados para a palavra “trabalho”. Vejamos:
-> É algo produzido ou feito com esforço
-> É quando se ordena ou mantém algo em operação ou em movimento
-> É controlar ou conduzir algo com esforço
-> É chegar a um ponto devagar e com dificuldade (Ex: Estou tentando desenvolver as virtudes na minha vida diária, etc)

A primeira vez que a palavra “trabalho” foi mencionada na bíblia foi quando Deus terminou seu trabalho e descansou – interessante – veja em Gênesis 2:2 “No sétimo dia Deus terminou seu trabalho que havia feito e descansou…” A Bíblia fala de trabalho muitas vezes e com pontos de vista diferentes. Veja:

Provérbios 12:14 “O trabalho de suas mãos gratifica o homem”. São Francisco sempre quis trabalhar com suas próprias mãos e quis que seus irmãos também produzissem com suas próprias mãos. Provérbios 14:23 “todo trabalho árduo leva à recompensa, mas a palavra vã conduz à pobreza”. Provérbios 18:9 “Aquele que é negligente em seu trabalho, já é irmão de quem o destrói”. Provérbios 21:25-26 “Os desejos do preguiçoso causam-lhe a morte, pois sua mãos recusam trabalhar, passa o dia desejando e cobiçando! – O justo, ao invés, vive dando sem nada reter.

Então, esta formação pode realmente nos ajudar ouvir Jesus com os ouvidos atentos quando ele diz, “É necessário que vos empenheis não para obter esse alimento perecível, mas o alimento que permanece para vida eterna, o qual o Filho do Homem vos darᔠ(Jo 6,27). As pessoas com as quais Jesus estava falando sentiram vontade de perguntá-lo “O que devemos fazer para fazermos a vontade de Deus?” Jesus respondeu “Esta é a vontade do pai, tenham fé naquele que ele enviou (Jo 6,28-29)”. E eles foram mais longe! No versículo 30 eles refletiram sobre seus pais e continuaram a perguntar a Jesus “O que é que fazes?” Jesus muda a direção da conversa e responde, “Meu pai dá o pão celestial… Eu mesmo sou o pão da vida”.

Jesus foi enviado pelo pai e se dá como alimento que permanece para a vida eterna. Em João 4:33 Jesus diz, “Meu alimento consiste em fazer a vontade dele, daquele que me enviou para completar o seu trabalho.” E esta é a missão de Jesus: Realizar o trabalho do pai e se dar no lindo mistério eucarístico através da vida daqueles que são amados por Jesus, para que possam amar durante toda a sua vida. Dando e recebendo… fazendo das nossas vidas um dom especial para o Senhor…

Aprendendo com ele como oferecer nossas vidas plenamente… Como São Leão Magno disse, “o efeito de partilhar o corpo e o sangue de Cristo é o de nos transformarmos naquilo que recebemos”. Amor… paz e benção a todos vocês, Sempre em Jesus e Maria…

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.