Perseverar e crescer no amor de Deus

O chamado de Deus é um convite especial para cada um. Ele espera a resposta de seus escolhidos e nos dirige a palavra ‘Segue-me, eu farei de vós pescadores de homens‘ (Mt. 4,19).

O Espírito Santo suscita muitos ministérios. Na Igreja, Deus constituiu primeiramente os apóstolos, em segundo lugar os profetas, em terceiro os doutores, depois os que têm o dom de milagres, o dom de curar, de socorrer, de governar, de falar diversas línguas (I Cor 12, 28). Cada membro exercita sua função, mas todos são importantes. São diversos dons, mas todos eles formam a unidade do Espírito Santo. Deus precisa de trabalhadores, pois a messe é grande. E para isso Ele conta com o nosso sim. Deixar a barca e as redes é o primeiro passo.

Quando Jesus chamou Pedro, André, Tiago e João, Ele não disse para onde os levariam, apenas pediu que o seguissem e que seriam pescadores de homens.
Tornaram-se apóstolos porque renunciaram ao mundo para caminhar com o Mestre. A barca, as redes, as coisas que cercavam os discípulos não foram capazes de detê-los.
Pescar homens é lançar as redes no mar da vida e resgatar as almas para Cristo. A barca de Jesus não afunda. As ondas podem agitar-se, mas o Senhor salva nossas vidas.

Ter a confiança nos planos é o segundo passo. Não duvidar jamais do poder do Altíssimo. Precisamos ter fé, pois os milagres acontecem na vida de quem acredita.
O terceiro passo é dado dia-a-dia. É a coerência da nossa fé, ou seja, a perfeita sintonia do que falamos com o que fazemos.

Aquele que põe a mão no arado e olha par trás não é apto para o Reino de Deus (Lc 9, 62). Quem decide seguir Jesus, deve olhar para frente, investindo toda sua vida pela causa do Reino. A colheita é abundante, quando a terra é boa e fecunda. Quem desiste de semear, nunca colherá os frutos produzidos e desenvolvidos pelas mãos de Deus. O crescimento está intimamente ligado a perseverança. Somos um povo de Deus e como tal, vencedores. E a Palavra nos ensina ‘O vencedor herdará tudo isso; e eu serei seu Deus e ele será meu filho‘ (Ap. 21,7).

Pois Deus não nos deu um Espírito de timidez, mas de fortaleza, amor e sobriedade. Não te envergonhes do testemunho de Nosso Senhor, nem de mim, seu prisioneiro, mas sofra Cada um de nós tem uma missão a cumprir e como batizados fazemos parte da Igreja de Cristo, isto é, sacramento vivo. Os sacramentos formam o templo de Deus.

“Não vôs conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso Espírito, para que possais discernir qual é a vontade de Deus, o que é bom, o que lhe agrada e o que é perfeito” (Rom 12, 20).

Deixar as redes e seguir Jesus é uma opção radical e irreversível.

Redação: Irmã Fabiana

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.