O valor da população indígena

No artigo semanal divulgado pela arquidiocese de Belo Horizonte, coordenador do conselho indigenista missionário, Luciano Marcos Silva, nos alerta para o valor da população indígena. Ele nos lembra: ‘Eles foram as primeiras vítimas da colonização, que levou à perda de suas terras e ao extermínio quase total de Povos Indígenas, eles resistiram a 500 anos de dominação e contam hoje com a nossa solidariedade para continuarem os seus projetos de vida.’

Segundo Luciano, “A Campanha da Fraternidade 2002 nos abre novas possibilidades de conhecer a nossa própria história e buscarmos um modelo de solidariedade baseada na partilha, na vida comunitária, no respeito ao outro e à natureza, valores que as comunidades indígenas já vivenciam no seu dia-a-dia’.

Atualmente existem hoje no Brasil mais de 550 mil índios pertencentes a mais de 200 tribos, no estado de Minas existem apenas dez tribos com cerca de dez mil índios, foram exterminados mais cem tribos ao longo dos 500 anos. Para o coordenador do conselho indigenista, ‘A reconstrução da fraternidade poderá ser plantada a partir da história passada, tirando lições profundas das experiências dos Povos Indígenas, negros, pobres e excluídos de nossa sociedade, em uma terra sem males e com vida em plenitude para todos’.

Redação: Renata Vasconcelos

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.