O santo das causas urgentes

Santo Expedito foi martirizado na Armênia, onde era comandante-chefe da XII Legião Romana, aquartelada na cidade de Melitene, no fim do século 3, de vida devassa. Mas um dia, tocado pela graça de Deus, resolveu mudar de vida. Foi então que lhe apareceu o espirito do mal em forma de corvo. E o corvo lhe gritava ‘cras…! cras…! cras…!‘, palavra em latim que quer dizer ‘amanhã… amanhã… amanhã’. Deixa sua decisão para amanhã! Não tenhas pressa! Espere por tua conversão!

Mas Santo Expedito, pisoteando o corvo grita HODIE (hoje), nada de adiamento. É agora. Cristão convertido, assim como toda a sua tropa, Expedito foi vítima da ira do imperador Diocleciano. A importância de seu posto fazia dele um alvo especial do ódio do imperador. Foi flagelado até sangrar e depois decapitado pela espada. Pela sua conversão imediata e não tardia, Santo Expedito é invocado nos casos que exigem solução imediata, e nos assuntos em que alguma demora em sua solução poderia causar prejuízo.

Santo Expedito não deixa seu auxilio para amanhã, ele atende hoje mesmo, e na hora em que necessitamos de sua ajuda. Sua resposta é imediata. Porém sua espera também, que não devemos deixar nossa conversão para amanhã, e nos exige que o que lhes é prometido seja cumprido de imediato, sem demora.

Obs.: Participe, hoje às 18h, da Missa em honra a Santo Expedito na Canção Nova, em Cahoeira Paulista, ou acompanhe ao vivo pelo Sistema Canção Nova de Comunicação (Rádio, TV e Portal cancaonova.com), com Pe. Jonas Abib.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.