O Amor Vencerá

Ontem, hoje e sempre, “O Amor Vencerá”!

Onze anos de “O Amor Vencerá”! Em dois de julho de 1990, comecei a fazer, pela Rádio Canção Nova, o programa: Clube do Ouvinte.

Quero partilhar com você um pouco desta história. O Pe. Jonas chamou-me no dia do meu aniversário, vinte e seis de junho, fazendo-me um pedido: “Lu, uma vez que a Isabel Cortês, está saindo do programa Clube do Ouvinte, porque vai para a nossa primeira frente de missão na Bahia; e ela nós sabemos, é muito amada pelos nossos ouvintes, pensamos em você para substituí-la, por você ser muito conhecida. Deste modo, o povo não irá sofrer tanto”.

Sem meios de recusar, me submeti, embora nunca houvesse feito nenhum programa de rádio. Fui para a capela rezar, pois precisava da orientação de Deus, sendo que eu tinha apenas quatro dias para me preparar. Na minha oração, só pedi ao Senhor para ser Seu instrumento e que o meu tempo na rádio fosse todo Dele para Evangelizar. Tive aí, a inspiração da chamada “Oração das Onze”. Quando entrei no estúdio para fazer o meu primeiro programa, estava muito nervosa e toda atrapalhada; me sentia totalmente sem capacidade de fazê-lo, mas assumi a minha fraqueza, e resolvi buscar a minha identidade de “Profissional” de Deus, criando naquelas duas horas, o meu estilo de tornar o Senhor mais conhecido e amado.

Naquele mesmo dia já houve participação pelo telefone, e algo que ficou gravado em mim foi, uma palavra que uma ouvinte leu, dizendo que o Senhor me dizia: “Não pelo poder, nem pela violência, mas sim pelo meu Espírito é que ele cumprirá esta missão”! (Zac 4-16).

Confira mais:
::O Amor Vencerá

Em todos esses anos, eu pude experimentar a ação do Espírito Santo me inspirando, me conduzindo. Na medida em que eu fui assumindo as onze horas para rezar com o povo, o Senhor me dava a imagem do mapa do Brasil, e uma multidão de pessoas de mãos dadas, como que sustentando umas às outras; e a palavra que se seguia era: “Quero que levantes um povo intercessor, pois só pelo poder da oração é que o meu povo será renovado e curado. Não tenhas medo de sua pequenez, pois sua parte é de apenas convocar, chamar e reunir, a Minha, é de fazer os milagres. Quero que formes, para mim, um povo intercessor; não se canse de chamar; não se canse de interceder; pois Eu, é que toco os corações”. É isto que tenho feito todos esses anos.

Quando entramos com a Rádio Canção Nova pelo satélite, em 1996, o horário da “Oração das Onze”, que havia aumentado em uma hora, foi escolhido para ser transmitido via satélite para as outras emissoras de rádio. Resolvi, passar a chamá-lo de O Amor Vencerá’, por ser este o grande desafio do nosso chamado na Igreja. Este programa, não ficou só no âmbito de rádio, futuramente, veio a ser transmitido também via TV .

Mas, o bonito é que Deus suscita novas iniciativas. Infelizmente, a nossa querida Bel, um ano depois, veio a falecer, na Bahia, causando grande sofrimento à comunidade. Nesta hora dolorosa, o Pe. Jonas lançou o apelo a todos os seus filhos, membros da Canção Nova: “ou Santos ou Nada”. Este apelo tão forte, suscitava de todos nós, algo mais. Buscando escutar o Senhor, Ele me inspirou a começar nas quintas – feiras, na capelinha da rádio, um grupo de oração, pois, até então, só tínhamos a adoração ao Santíssimo pela manhã, com os membros da comunidade. Quando expus ao Pe. Jonas, ele abençoou; então, começamos a convidar o povo pela rádio, para visitar a Canção Nova nas quintas-feiras, dia de Adoração. Que alegria quando apareceu o primeiro ônibus! Foi deste modo tão simples que o próprio povo foi assumindo a Canção Nova como um “Território Eucarístico”, onde o Senhor é adorado e onde o amor de Deus nos cura e liberta.

Quantas graças o Senhor tem realizado através do programa “O Amor Vencerá”! Mas a maior delas é aquela que Ele mesmo prometeu: “não pelo poder, nem pela violência, mas sim pelo Espírito Santo” é que vemos tantas vidas transformadas!

Quero continuar convidando você para vir à Canção Nova.

“O Amor Vencerá, porque Deus, que é amor, já venceu por nós”!
Com o meu afeto e gratidão, no Senhor.

Luzia Santiago – Cofundadora da Comunidade Canção Nova

comentários