O amor sempre vence

A única força capaz de vencer o mundo, com as inúmeras conseqüências do pecado – tribulações, guerras e todas as formas de violência – é o amor de Deus em nós. Por isso proclamamos: “O amor vencerá”!

Mesmo a pessoa sem fé, com o seu coração decepcionado sem conseguir acreditar em mais nada, não pode desanimar, há uma força maior que rege todo esse mundo: o amor de Jesus Cristo pela humanidade.

Não é o amor humano que nos faz felizes e unidos. É o amor de Deus em nós, que nos faz capazes de amar uns aos outros.

O amor de Deus, derramado em nossos corações, nos concede o dom de suportar todas as dificuldades da vida.

Só em Jesus recebemos a força para superar toda espécie de desamor, especialmente daqueles que temos razões para desistir de amar. Quanto mais exercitamos o amor gratuito para com todos, sem exceção, mais vamos ficando parecidos com o coração de Deus. Pois, sendo Deus, amor, a única coisa impossível para Ele, é deixar de amar.

Jesus já nos deu a vitória sobre todos os males que suportamos. É apenas uma questão de tempo para receber Dele a coroa da vida.

Os combates e as lutas que travamos, seja interna ou externamente, como dores e amarguras, complexos e fracassos, cansaços e fraquezas, ingratidões e desprezos, perdas… tudo são provas para que perseveremos no amor de Deus. Essa perseverança é que nos dá têmpera e torna o nosso amor puro e perfeito como o ouro na fornalha, “pois é no fogo que o ouro e a prata são provados e no cadinho da humilhação, os que são agradáveis a Deus”. (Eclo 2,5)

Quando vem sobre nós uma contrariedade, seja qual for o motivo, devemos nos colocar, imediatamente, dispostos a deixar a graça de Deus agir, em vez de dar espaço aos sentimentos afogueados, ou à nossa cabeça impertinente, que quer sempre ter razão. Que em tudo vença somente o que Deus quer.

Não devemos pensar que o Senhor nos esqueceu, ou que essas coisas acontecem conosco, porque já somos marcados para sofrer. Não, Deus não é carrasco como muitos pensam, que aplica castigos e faz imposições sem dar condições dos homens cumprirem.

O amor de Deus nos fez livres e age de acordo com a nossa abertura, Ele nos capacita para acolhermos o sofrimento como um dom e uma graça especiais.

Há quem coloque suas aspirações, desejos e confiança, em si mesmo. Outros voltam sua atenção para as pessoas e, para o que elas podem lhes oferecer. Isso, porque o coração humano vive à procura de bens que o façam feliz. Nas pessoas, jamais se saciará, por mais que procure, porque todo amor humano é vulnerável e passageiro, e, quem se apóia nele para ser feliz, experimentará a decepção… Somente quando o coração humano se volta para Deus, é que ele encontra a felicidade e preenche todos os seus meios.

Do livro: “Sofrer sem nunca deixar de amar”

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.