Nossa Salvação

“Diante do crucificado cabe a nós conversão”
(Papa João Paulo II)

“…tão desfigurado estava o seu aspecto e a sua forma não parecia a de um homem…” (Is 52, 14).

Se de fato fôssemos nos deparar diante do crucificado, não iríamos ter coragem de olhar, pois Jesus ficou tão desfigurado que não parecia um ser humano, tinha uma aparência horrível. Nenhum ser humano não teria a capacidade de suportar tão grande ultraje e dores que Ele suportou para que fôssemos livres do pecado e da morte eterna.

Foi através do Sangue de Jesus que fomos libertos e temos acesso ao Pai. Ele, como vítima de suave odor se ofereceu ao Pai por nós, nos comprou com seu Sangue.

Se pegarmos um crucifixo e contemplá-lo, veremos que Jesus não tinha aparência humana, pois seu cérebro foi atingido pelos espinhos, sua barba foi arrancada, sua pele foi esmagada pelas chicotadas e pelas quedas com a pesada cruz. Quando já nem tinha forças despojaram-no de suas vestes que estavam coladas na carne.

Quanto vale o preço deste sacrifício? Nada. Apenas cabe a nós a conversão sincera de coração: “lavai-vos, purificai-vos.Tirai a maldade de vossas ações de minha frente. Deixai de fazer o mal.” (Is 1, 16)

É tempo de mudança de vida. Não podemos ficar nos nossos pecados como se nada tivesse acontecido, como se não tivéssemos salvação, e entregues aos prazeres da carne. Jesus fez tudo isto e suportou o martírio por nossa causa.

O Sangue de Jesus tem todo o poder de nos tirar de qualquer situação que estamos vivendo. Clame o Sangue de Jesus sobre sua vida e abandone a “vida velha”, o homem e a mulher que querem viver sobre os impulsos carnais.

Será preciso Jesus morrer outra vez na cruz para entendermos o seu sacrifício de amor por nós? Não! Experimente o poder da cruz em sua vida e deixe que o Sangue de Cristo que foi todo derramado te lave de todo pecado.

Realmente o Sangue de Jesus tem poder de curar as nossas feridas.

Não deixemos para amanhã a nossa conversão, pois hoje é o dia favorável e o dia da salvação. Olhemos para cruz e nos humilhemos, pois o Redentor levou sobre si todo o nosso pecado. Não temos outro meio de salvação a não ser a cruz de Cristo. Só somos salvos pelo poder da cruz.

“O sinal do sangue derramado, como expressão da vida doada de modo cruento em testemunho do amor supremo, é um ato da condescendência divina à nossa condição humana. Deus escolheu o sinal do sangue, porque nenhum outro sinal é tão eloquente para indicar o envolvimento total da pessoa. O mistério de semelhante doação encontra a sua nascente na vontade salvífica do Pai celeste e a sua realização na obediência filial de Jesus, verdadeiro Deus e verdadeiro Homem, através da obra do Espírito Santo. A história da nossa salvação traz, portanto, a marca e o selo indelével do amor trinitário”. (Papa João Paulo II)

Jesus morreu numa cruz para mostrar que seu amor por nós tem preço de vida e sangue. Com este sinal Ele atraiu todos nós para o Pai, mostrando que sua morte não foi em vão. O sangue é o sinal mais visivel que um ser humano pode mostrar em amor pelo outro.

Rezemos juntos: “Senhor Jesus, obrigado por ter morrido por mim em uma cruz e ter derramado o seu Sangue precioso para minha salvação. Que teu sangue me lave e purifique de todo pecado. Amém”.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.