Matilde, de rainha aos altares

A Santa de hoje (14/03), foi muito conhecida como esposa de Henrique I, rei da Alemanha, mãe de Otão I , imperador, porém amada e reconhecida no Cristianismo pela sua santidade de vida. Santa Matilde nasceu em 890 de uma nobre família que lhe proporcionou educação no convento das beneditinas.

Santa Matilde que casou-se com Henrique e tornou-se rainha assumiu sua posição com espírito de serviço, pois estava cheia do Espírito Santo. Os cinco filhos que Deus lhe concedeu educou-os com amor, quanto era caridosa e providente além de muito ajudar o marido no governo.

Com a morte do esposo Santa Matilde disse aos filhos: ‘Meus queridos filhos, gravai bem no vosso coração o temor de Deus. Ele é o Rei e Senhor verdadeiro, que dá poder e dignidade perecíveis…Feliz aquele que prepara sua eterna salvação‘. A partir da morte do marido o seu calvário começou ao ponto de ser traída pelos filhos, com a falsa acusação de que estaria esbanjando os bens com os pobres.

Retirada num convento e intercedeu pelos seus amados filhos, até o arrependimento e reconciliação que recuperou o benefício para o povo pobre, ao ponto dela mesma tratar das feridas e amor aos doentes. Em 968 Matilde pegou uma grave doença que levou para o céu, isto depois de receber na Comunhão o Céu.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.