Ler e meditar o Evangelho!

O Evangelho nos revela o que é e o que vale nossa vida, e nos traça o caminho que devemos seguir

Quem conhece a Jesus Cristo sabe a razão de sua vida e de todas as coisas; nossa existência é um constante caminhar até Ele. E é no Santo Evangelho onde devemos aprender o modo de imitá-lo e de seguir seus passos. Devemos ler o Evangelho com um desejo grande de conhecer para amar. Nossa leitura deve ser acompanhada de oração, com fé, e também com piedade e santidade de vida.

‘Nós – escreve Santo Agostinho – devemos ouvir o Evangelho como se o Senhor estivesse presente e nos falasse. Não devemos dizer: ‘‘felizes aqueles que puderam vê-lo’’. Porque muitos dos que o viram, o crucificaram; e muitos dos que não o viram, creram Nele. As mesmas palavras que saíram da boca do Senhor foram escritas, guardadas e conservadas para nós’. (Santo Agostinho – Comentários do Evangelho de São João, 30).

Não se ama a não ser aquilo que se conhece bem. Achegamo-nos ao Evangelho para querer mais o Senhor, para conhecer sua Santíssima Humanidade, com o grande desejo de contemplá-lo, tal como seus discípulos vieram, observar suas reações, seu modo de comportar-se, suas palavras…; vê-lo cheio de compaixão ante tantas pessoas necessitadas, admirado pela fé de sua mãe e do centurião, paciente diante de seus fiéis seguidores. Também o contemplamos no trato habitual com seu Pai, em suas noites de oração, em seu amor constante para com todos.

Jesus Cristo nos segue falando. Suas palavras, por serem divinas e eternas, são sempre atuais. Em certo modo, o que narra o Evangelho está ocorrendo agora, em nossos dias, em nossa vida. O Evangelho nos revela o que é e o que vale nossa vida, e nos traça o caminho que devemos seguir. É conveniente, em muitas ocasiões, fazer a leitura diária logo na primeira hora do dia, procurando tirar dessa leitura um ensinamento concreto e simples que nos ajude na presença de Deus durante a jornada, ou a imitar o Mestre em algum aspecto de nosso comportamento: estar mais alegres, tratar melhor os demais, estar mais atentos àquelas pessoas que sofrem, oferecer o cansaço.

Minha Mãe, ajuda-me a conhecer melhor Teu Filho para amá-lo mais!

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.