Flora presa duas vezes pela causa do Evangelho

Os mártires são verdadeiros luzeiros que nos iluminam com a luz de Cristo e nos chamam ao testemunho radical da fé. Flora é uma destas pessoas santas, por isso a lembramos neste dia, ela que era natural da cidade de Córdoba.

Na época de Santa Flora os cristãos estavam sendo duramente perseguidos pelo fanatismo árabe da ‘Guerra Santa de Maomé’, que busca destruir o culto ao Cristo. Flora aprendeu da família o amor e fidelidade ao Cristo e carregava consigo o testemunho de santidade de seu irmão mártir e por isso mesmo presa duas vezes, colocada numa prisão, interrogada e enfim torturada, com o auxílio da graça não abandonou a fé no Deus Vivo.

Um padre santo que a visitou na cadeia testemunhou: ‘Eu toquei com minhas mãos as cicatrizes de sua cabeça e de seu rosto desfigurado pelo sofrimento‘. Santa Flora no século IX, com firmeza e na alegria da fé de quem receberá a Vida Eterna , aceitou ser martirizada pelos muçulmanos da época, mas não negou seu seguimento ao Cristo.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.