Fecundidade apostólica do amor conjugal

5. Mistério de comunhão, santificado pelo Espírito Santo, o amor conjugal, expressão específica da caridade, expande-se na edificação da Igreja como mistério de comunhão. Há uma fecundidade apostólica do amor conjugal dos cristãos.

O primeiro campo dessa fecundidade é a família, comunidade a construir a partir das experiências e das potencialidades do amor, como autêntica realização da Igreja, a “Igreja doméstica”. E todos conhecemos as exigências desta missão, na complexidade sociológica da família contemporânea, que põe à prova todas as concretizações e virtualidades do amor.

As famílias cristãs são guiadas, nesta difícil, mas apaixonante missão, pela clareza do magistério da Igreja. “No matrimónio e na família constitui-se um complexo de relações inter-pessoais – vida conjugal, paternidade-maternidade, filiação, fraternidade – mediante as quais cada pessoa humana é introduzida na «família humana» e na «família de Deus», que é a Igreja. O matrimónio e a família cristã edificam a Igreja. Na família, de facto, a pessoa humana não é só gerada e progressivamente introduzida, mediante a educação, na comunidade humana, mas graças à regeneração do baptismo e à educação na fé, é introduzida também na família de Deus, que é a Igreja.

A família humana, desagregada pelo pecado, é reconstituída na sua unidade pela força redentora da morte e ressurreição de Cristo. O matrimónio cristão, que participa da eficácia salvífica deste acontecimento, constitui o lugar natural onde se realiza a inserção da pessoa humana na grande família da Igreja” 7.

De fato, a fragilidade da família como comunidade de vida e de amor em construção, repercute-se na Igreja como uma das suas fragilidades. Apoiar os pais e as famílias nesta edificação de autênticas comunidades de vida, deve ser nossa prioridade nas opções pastorais. E com a mesma clareza dizemos aos esposos e pais cristãos que a família é o campo primordial da vossa actividade e testemunho apostólicos.

A vivência do vosso matrimónio, fortalecida pela graça do sacramento e contextualizada nas exigências concretas da vossa comunidade familiar, serão fontes principais inspiradoras de uma espiritualidade e caminho da vossa santificação. É a partir desse santuário, que é a vossa família, que a fecundidade do vosso amor alargará os horizontes e frutificará em zelo apostólico e ardor missionário, para a edificação da Igreja como mistério de comunhão.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.