Eu e a oração, o jejum e a esmola

O Jejum purifica o organismo, proporciona desconforto físico, torna a mente mais clara e coloca-nos em contato com a nossa fragilidade humana, que é sustentada pelo alimento. Leva-nos a pensar que nosso corpo ‘é pó e em pó se há de tornar’. O Jejum coloca-nos em contato conosco.

A esmola concretiza a verdade de que somos filhos de um mesmo Deus e Pai que, criou tudo para todos e continua dando provas de amor. Dá-nos oportunidade para partilhar os bens que nos proporcionam conforto material, intelectual, afetivo… lembrando que o Deus da Vida ‘quer vida em abundância para todos’. A esmola aproxima-nos do próximo.

A oração faz-nos entrar em sintonia com Deus, fonte de toda a vida. É um meio de alimentar o espírito, fortalecer a fé e reanimar a caridade. Que nos encontros de família, também haja tempo para se acolher, rever o dia, pedir perdão e a proteção divina, lembrando que Jesus disse: ‘onde dois ou mais estiverem unidos, eu estarei no meio deles’ A oração sintoniza-nos com Deus.

Tenha uma santa e frutuosa Quaresma, mais perto de si, do próximo e de Deus!

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.