Direção espiritual: você precisa...

No último texto que escrevi para o portal, recebi exatamente 78 e-mails, sendo que 57 deles me pediam conselhos sobre decisões a tomar: se largava do emprego ou não, se acaba o namoro ou não… enfim, procurei até ajudar, rezando e respondendo os e-mails que me mandaram.

Mas fiquei pensando uma coisa e, foi isso que me motivou a escrever esse texto. Eu não conheço a realidade das pessoas que me escreveram. Algumas delas até me escreveram bem detalhadamente a situação, mas a distância, a falta do contato, do olho no olho, do “tu a tu”, me impediam de dar uma resposta, um apoio mais “personalizado” a esses meus amigos internautas.

Por isso resolvi escrever sobre a necessidade de termos um diretor espiritual. Você sabe o que é isso?

Diretor espiritual é aquela pessoa que vai dar uma orientação apropriada a respeito da sua ascese espiritual, ou seja, traduzindo, do seu crescimento dia-a-dia na sua caminhada com Deus. Não sei muito sobre isso no sentido teológico da coisa, portanto o que escreverei agora, tirarei como base a minha própria experiência com o meu – ou melhor com a minha – diretor(a) espiritual. Esse caminho de direção espiritual dentro da Canção Nova, já tem feito em mim, mudanças radicais. Posso testemunhar isso!

Percebo que nós cristãos, precisamos dia-a-dia crescer nessa intimidade com Deus, pois todas as decisões que tomamos são reflexos de um caminho espiritual com o Senhor, maior ou menor. Essa ascensão, no nosso processo de santificação, se dá no cotidiano. É muito prático. E é partilhando com esse diretor espiritual que você vai percebendo onde você precisa crescer na fé, amadurecer em Deus.

Temos muita dificuldade de partilhar nossa vida, nosso sagrado. E não adianta você me questionar dizendo que não, porque temos mesmo. Somos muito superficiais em nossas conversas, quando elas dizem respeito a nós mesmos. O medo de ter o nosso sagrado exposto para outros, faz com que falemos pouco de nós. De certa forma, isso é até prudente, porque de fato, não devemos expor a nossa vida a todo mundo. Mas por outro lado não podemos cair no extremo de nos fecharmos em nós e não pedirmos ajuda quando precisamos. E é disso que estou falando agora!

A ajuda de uma pessoa que está de fora da situação, é sempre apropriada, desde que essa pessoa seja de fato uma madura, seja de Deus e saiba guardar aquilo que é a sua intimidade.

Quando a gente conta algo pra alguém, a gente sempre conta a nossa versão da história. Aquilo que nós conseguimos perceber. Uma pessoa que está de fora da situação, consegue, muitas das vezes, perceber dentro da nossa história, aquilo que é verdade, e aquilo que a gente até, sem maldade, conta para aliviar nossa culpa, ou prevalecer-se diante da situação.

Tenho acompanhado ao longo desses anos, ouvindo, ajudando as pessoas e sendo ajudado também, que existe uma tendência errada e viciosa em nós, que é procurar as pessoas que possam aliviar a nossa consciência, passar a mão na nossa cabeça, afirmar aquilo que na realidade queremos fazer. O diretor espiritual não faz isso com você. Ele vê de fora e não olha as situações, mas vê a sua alma e o que está afastando você de Deus. Muitas vezes, o diretor espiritual é duro e, precisa ser, porque nós somos moles. Existe uma moleza em nós que muitas vezes, nos impede de crescer na nossa ascese, na nossa santificação.

E é importante quando desejar ter um diretor espiritual, você procurar depois dessa conversa com ele, colocar em prática tudo que lhe foi proposto. E não ficar mudando de diretor só por que ele disse algo que você não gostou…

O diretor espiritual é alguém que ajuda a ver como sua alma pode tirar um bem maior de tudo que está acontecendo. Direção espiritual não é uma confissão, ainda que você a faça regularmente, mas é uma conversa séria, sobre você mesmo e sobre as coisas que Deus quer mexer em você.

Hoje, gostaria de convidar você a dar um passo prático na sua caminhada espiritual, na sua ascese. Procure um diretor espiritual. Pode ser um Sacerdote, uma Religiosa, ou alguém que tenha uma caminhada com Deus, que possa lhes prestar essa ajuda. Com o passar do tempo, você vai perceber como isso irá lhe fazer bem.

Se você tem dúvidas, ou gostaria de saber um pouco mais sobre isso, procure o Sacerdote da sua paróquia. De repente ele mesmo pode ser o seu diretor espiritual ou indicar alguém.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.