Como está o meu relacionamento com o Senhor?

Vinde a Mim…‘ (Mt 11, 28). A coisa mais importante é estar totalmente submisso ao Senhor. Isto significa sermos fiéis na oração, em nossa leitura da Sagrada escritura, em nossa vida sacramental, e na nossa aceitação daqueles que a Igreja coloca em autoridade legal sobre nós.

Estas coisas são muito mais importantes, se quisermos estar pegando fogo no Espírito, do que cursos, conferências, programas, técnicas, ou boas idéias. Se formos as pessoas mais ocupadas do mundo mas, negligenciarmos nosso relacionamento com o Senhor, certamente falharemos.

Esta é a simples verdade – nós todos sabemos disso – que, de alguma forma, nas vidas agitadas que levamos, podemos facilmente esquecer, com sérias consequências. Hoje ser santo, não é ser popular – é ser fiel ao que Deus pede de nós. Não é ser mais que os outros – é ser uma pessoa de oração. Aqui vão algumas perguntas para cada um de nós considerar:

Questões para discussão:
Como posso descrever meu relacionamento com o Senhor?
Estou passando uma boa qualidade de tempo em oração e ouvindo o Senhor?
Permaneço um tempo diante do Santíssimo Sacramento, para Adoração, para a Eucaristia?
Estou me alimentando da Sagrada Escritura e aprendendo os caminhos de Deus?
Tenho uma pessoa sábia para me orientar e ajudar a crescer espiritualmente?
Tendo recordado stas simples necessidades, agora vejamos algumas coisas práticas que devemos fazer para evitar nos queimarmos por excesso de trabalho.

Charles Whitehead
Presidente do Conselho da ICCRS
Renovação Carismática Católica Internacional
E-mail: whiteheadchas@cs.com

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.