Assumindo os nossos projetos

Ninguém gosta de falhar.
Queremos ser perfeitos e desejamos que todos os nossos empreendimentos sejam bem sucedidos. Idealizamos planos, projetamos todas as possibilidades possíveis para uma boa execução; tudo isso porque queremos ser felizes.

É para nós, já conhecida a passagem onde aprendemos que, antes de qualquer atitude precisamos sentar e fazer os cálculos a fim de conhecer as nossas condições para o novo (Lucas 14,28-30).
Entretanto, às vezes, nos pegamos apenas concentrados nos cálculos e teoricamente segundo a nossa condição humana, nada poderá dar errado.

Com o passar dos anos, vamos percebendo que os nossos projetos já não estão correspondendo conforme as nossas expectativas. Aquele trabalho que nós tanto queríamos, que achávamos perfeito, já está nos fazendo sentir desconfortáveis; aquele relacionamento em que tanto apostávamos parece estar perdendo o sabor; os filhos que tanto queríamos parecem estar nos cansando demasiadamente… e muitas outras coisas que antes de assumir, fizemos muitos cálculos e ponderações, agora nos trazem a impressão de estarem se desintegrando no ar.

Diante de todas as coisas, como poderemos sustentar os nossos projetos?
Nestes momentos, nos quais começamos a sentir as dores de nossa incapacidade de resolvermos todas as coisas, precisaremos lembrar que enquanto ainda fazíamos os cálculos, podíamos ter cometido o erro de tê-los feito no nosso individualismo. Sem mesmo contar com a presença do Senhor ainda em nossos projetos.

Ele existe antes de todas as coisas e Nele todas as coisas tem consistência. (Cl. 1-17)

Tomando posse dessa verdade, precisamos convidá-Lo a fazer parte de nossa vida. O meu trabalho agora é o nosso trabalho – que Nele já subsistia; o meu relacionamento que pensava ser entre duas pessoas agora passa a ser vivido entre três pessoas – porque Nele já subsistia… Sabendo que Ele existe antes de tudo, confiamos que Nele também teremos as bem-sucedidas soluções dos nossos empreendimentos.
Se quisermos que os nossos projetos tenham consistência, que venham a perdurar por muitos anos e nos realizemos neles, convidemos ao Senhor para nos orientar em como executá-los.

Deus abençoe a nós todos!


Dado Moura

Dado Moura trabalha atualmente na  Editora Canção Nova, autor de 4 livros, todos direcionados a boa vivência em nossos relacionamentos. Outros temas do autor estão disponíveis em www.meurelacionamento.net twitter: @dadomoura facebook: www.facebook.com/reflexoes

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.