A Luta Espiritual

Jesus disse a Santa Faustina: Quero instruir-te sobre a luta espiritual. Nunca confies em ti, mas entrega-te inteiramente, à Minha Vontade. No abandono, nas trevas e nas diversas dúvidas recorre a Mim e ao teu diretor. Ele te responderá sempre em Meu nome.

Jesus está nos dizendo que não devemos confiar em nós mesmos, mas que devemos nos entregar inteiramente a Ele. Porque? Não nos iludamos. Somos limitados, se confiarmos em nós mesmos acabaremos cometendo erros terríveis. Se estamos sofrendo, se temos dúvidas não devemos tomar decisões por nós mesmos de forma arbitrária, mas devemos nos aconselhar diretamente com o nosso confessor e Deus nos responderá diretamente por ele.

“Não principies disputa com nenhuma tentação. Encerra-te logo no Meu Coração e na primeira oportunidade abre-te diante do confessor. Coloca o amor-próprio em último lugar, para que não macules as tuas ações. Com grande paciência suporta-te a ti mesma. Não descuides das mortificações interiores. Foge dos que murmuram como da peste”.

Não devemos enfrentar diretamente as tentações, pois acabaremos por cair. Mas devemos para vencer as tentações entrarmos diretamente no Coração de Jesus e nos abrirmos com o confessor na primeira oportunidade. Jesus está nos dizendo que as tentações são vencidas com a confissão. E quanto mais em dia eu estiver com a confissão, mas Deus me ajudará a vencer as tentações. Devo colocar o amor próprio em último lugar, e com grande paciência devo ter paciência comigo mesmo. Não devo me descuidar do jejum, dos sacrifícios, pois não é satisfazendo todos os desejos da carne, mas é através da penitencia que Deus me formará. Por fim, ele nos pede para fugirmos das pessoas que murmuram como da peste.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.