entenda

Diferença entre Educadora Perinatal, Doula de Parto e Pós-Parto

Educação Perinatal

A Educação Perinatal é o processo de preparar a gestante e seu parceiro, ou apenas a gestante, para a gravidez, o parto e o pós-parto (ou puerpério). Informações são passadas para que possam vivenciar esse período de maneira natural, informada e consciente.

Educadora perinatal

A Educadora orienta, auxilia, informa e apresenta as mudanças físicas e emocionais da gravidez, parto e puerpério; ajuda na elaboração do plano de parto; apresenta recursos não-farmacológicos para lidar com a dor e os desconfortos durante a gravidez, parto e pós-parto; colabora com a formação do vínculo mãe-bebê, com o aleitamento materno, acompanha o processo de gestação e pode atuar por meio de consultorias particulares ou em formato de cursos de preparação para o parto.

Diferença-entre-Educadora-Perinatal,-Doula-de-Parto-e-Pós-Parto

Foto Ilustrativa: sturti by Getty Images

A preparação para o parto deve começar na gravidez, e um casal grávido deve ter todo suporte antes, durante e também no pós-parto, que é um momento bem delicado na vida dessa família que se forma. Essas funções fazem parte da educação perinatal.

Doula

A palavra Doula vem do grego e significa “mulher que serve”, sendo hoje utilizada para referir-se à mulher, sem formação na área da saúde, que orienta e assiste a nova mãe no parto e nos cuidados com o bebê. Seu papel é oferecer conforto, encorajamento, tranquilidade, suporte emocional, físico e informativo durante o período de intensas transformações que está vivenciando.

A doula é uma profissional de suporte (físico e emocional), ela não substitui nenhum outro profissional. A doula não deseja substituir outro profissional. Trabalhar em equipe é uma de suas missões, sempre buscando um melhor e integral atendimento a suas clientes.

Doula de parto

– reconhece o parto como uma experiência chave na vida, que a mãe lembrará para sempre;
– compreende a fisiologia do parto e as necessidades emocionais de uma mulher em trabalho de parto;
– auxilia a mulher e seu parceiro a realizarem seus planos para o parto;
– permanece ao lado da mulher em trabalho de parto durante todo o processo;
– fornece apoio emocional, medidas de conforto físico (massagens, água etc), uma visão objetiva, e auxilia a mulher a adquirir a informação que ela precisa para tomar boas decisões;
– facilita a comunicação entre a mulher em trabalho de parto, seu parceiro e a equipe que a assiste.

Leia mais:
.: Artigos sobre saúde
.: O caos com o recém-nascido irá passar após o período de adaptação
.: As mudanças positivas na vida de uma mulher
.: Ser mãe, o mais belo ato de heroísmo

Doula pós-parto

O trabalho da doula pós-parto é estar junto com a família durante esses primeiros dias (semanas, meses), esclarecendo dúvidas, acompanhando os primeiros cuidados com o bebê, ajudando a mãe com a recuperação do parto e com o sucesso da amamentação, garantindo confiança nesses primeiros momentos com o bebê, para propiciar tranquilidade nos momentos que virão.

A doula pós-parto auxilia a mulher a delegar tarefas da casa, ajuda na organização da casa, na organização das coisas do bebê e rotina, tendo seu foco na mulher, mas ela ajuda também nos cuidados com o bebê, mas diferente de uma babá ou enfermeira, a doula não apenas executa as tarefas, ela ensina a mãe, passando-lhe confiança; auxilia fazendo algumas pequenas tarefas da casa, como organizar a roupa do bebê, lavar algumas roupinhas, fazer uma comidinha para a mãe, coisas simples que possam trazer conforto e alívio para a mulher.

“Ser Doula pós-parto é fortalecer-se na compaixão no cuidado ao outro. É fortalecer a confiança da recém-mãe em cuidar, amamentar e entregar-se para viver o pós-parto com tudo o que ele oferece e exige.”

Diferenças:

Educadora perinatal: Oferecem cursos para gestantes e casais, passando todas as orientações necessárias. Estas orientações para o parto apontam para a mulher condições para que ela construa uma maternidade ativa e consciente.

Doula no parto: Começa antes do nascimento do bebê, com encontros para conhecer a gestante e informá-la sobre as etapas do trabalho de parto, preparação e elaboração do plano de parto. Ela estará presente em todo momento no trabalho de parto.

Doula pós-parto: Entra em ação quando a mãe solicita sua ajuda. Pode ser no dia seguinte ou alguns meses depois, dependendo da necessidade de cada mulher. É importante a doula pós-parto estar disponível para acolher a mulher, quer seja numa massagem, numa boa conversa ou com os cuidados com a nova vida, tornando mais leve a adaptação do novo ser com a família, podendo ser a mesma doula que a atendeu durante o parto, porém, o ritmo de visitas nessa fase é maior.

 

banner pais e filhos


Heda Cristina Bilard

Graduada em Enfermagem pela UNIFATEA, Heda Carvalho tem especialização em Saúde Publica pela UNITAU, Obstetrícia pela UNIVAP e Administração Hospitalar pela Universidade São Camilo, áreas na qual possui vasta experiência de 10 anos. Ela trabalhou como Coordenadora na Saúde Pública de Guaratinguetá, foi Gerente de Enfermagem na Santa Casa de Lorena e Aparecida. Atualmente, é fundadora da assessoria para mães e bebês “CASULO”, sendo especialista em Educação Perinatal, Shantala, Laserterapia, Aromaterapia e Doulagem.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.