Reflita

O valor das mulheres do nosso tempo

Ao observar muitas das mulheres de nosso tempo (mãe, tias, irmãs, amigas, vizinhas), certamente notaremos algo
em comum entre todas elas: o trabalho incansável. Como não admirar essas mulheres de valor que trabalham – e muito – e ainda atendem às necessidades da casa, garantindo seu bom andamento, e cuidam do marido e dos filhos? E em meio a tudo isso, ainda conseguem bendizer ao Criador: “E tudo o que disserdes ou fizerdes, que seja sempre no nome do Senhor Jesus, por ele dando graças a Deus Pai” (Cl 3,17).

Muitas mulheres de valor já nos deixaram testemunhos lindos de sua força de vontade e da superação do cansaço, como, por exemplo, Madre Teresa, que entregou-se completamente à caridade, aos pobres e à vida missionária.

O valor das mulheres do nosso tempo

Foto Ilustrativa: by Getty Images / FG Trade

Cansar-se é algo natural a todo ser humano, mas, como cristãs, nossa motivação nos difere dos demais: o amor. Muitas mulheres de valor não se deixam abater pelo cansaço e conseguem superá-lo em diversos momentos, estando dispostas, mesmo após uma curta noite de sono, a acordar cedo e a começar cada dia com alegria. Qual a explicação para isso? O amor, que é a maior força propulsora que existe. Somente por amor à nossa família e ao Senhor não nos deixamos ser dominadas pela fadiga e, logo cedo, antes mesmo de sair de casa, conseguimos preparar o café da manhã e organizar algumas partes de nossa casa.

As incansáveis atividades que as mulheres realizam diariamente

Se você está desmotivada a realizar as tarefas domésticas, questione-se: com qual motivação eu me levanto a cada dia?

Você já deve ter ouvido que o exterior reflete o nosso interior. Então, o que fazer para que nosso coração e nossa
casa fiquem organizados? Vamos começar por enfrentar as nossas dificuldades.

Dicas para se organizar

Em primeiro lugar, organize o seu coração. Peça para Jesus curar todas as marcas da sua história dolorosa, tudo o
que a deixou com uma baixa autoestima, a mania de perfeição, a compulsão por comprar e por ter bens materiais, a necessidade de se sentir útil que a leva a fazer muitas coisas ao mesmo tempo. Como diz monsenhor Jonas Abib em uma canção, “faça poucas coisas, mas as faça bem”.

Em segundo lugar, ore, peça ao Espírito Santo para transformar a sua vida, tornando-a a mulher dos olhos de Deus.
Por último, organize-se. Realmente, a nossa tarefa é árdua, mas é possível realizá-la com organização. Mãos à obra:

1. Planejar

É essencial planejar o fazer e o agir. Defina os melhores dias para que cada tarefa seja executada sem pressa e com eficácia.

2. Estabelecer prioridades

Defina as prioridades dos trabalhos a serem executados na sua casa. Os serviços que você considera mais importantes devem ser feitos em primeiro lugar; deixe os mais leves como secundários. Lembre-se sempre de que escolhas inteligentes ajudam a otimizar o seu tempo!

3. Ter sempre o calendário por perto

Anote em um calendário as suas tarefas. Separe os dias, por exemplo, em que você ou outra pessoa lavará e passará a
roupa, limpará a casa, os vidros, a geladeira etc.

Leia mais:
.: O que preciso para ser uma mulher de fé?
.: Ser uma mulher orante muda uma história inteira
.: Ornato da Sabedoria: a mulher sábia edifica a sua casa
.: Mulheres empoderadas no Espírito Santo 

4. Elaborar a lista das atividades

Na segunda-feira, faça uma lista das atividades da semana. Você se organizará, economizará tempo e estará centrada no melhor desempenho do seu trabalho.

5. Espalhar alegria e descontração

Transforme a arrumação da casa em um momento de descontração para a família e não em um momento de estresse, com broncas e gritarias. Lembre-se de que a mulher de valor é aquela que cultiva e espalha alegria. Ela tem consciência de que a casa tem que demonstrar que Jesus habita no coração das pessoas que nela vivem. Do mesmo modo, ela sabe que todo seu trabalho tem como objetivo tornar o ambiente agradável para aqueles que ama e lhes dar a oportunidade de terem um lugar para se refazerem do cansaço do dia.

6. Evitar o acúmulo de coisas

Nada de acumular coisas sem valor! Já imaginou quanto espaço é necessário, por exemplo, para guardar os jornais velhos? E quanto pó eles juntariam e quantas traças poderiam atrair?

7. Acabar com a bagunça

Reserve um horário, uma manhã, uma tarde ou umas horas, para eliminar a bagunça. Comece por partes. Escolha
uma gaveta, um armário ou uma estante. Faça tudo com ânimo e vontade. Peça ao Espírito Santo que a ajude a se
desfazer de coisas que já não são úteis e que lhe dê a graça do desprendimento para doar roupas, sapatos e acessórios que você não usa mais.

Pegue, antes disso, todos os materiais necessários para a sua organização, tais como: produtos e panos de limpeza, canetas, marcadores, clipes e etiquetas para identificar suas coisas.

Separe os materiais que deverão ir para o lixo comum, para a reciclagem ou para a doação e aqueles que estão fora do lugar, para serem redirecionados aos lugares certos.

Limpe o local e arrume as coisas novamente no lugar.

8. Manter a organização

Disponha de dez a vinte minutos por dia para organizar as coisas que estão começando a ficar bagunçadas.

Trecho extraído do livro “Mulher de Valor”, de Marina Adamo

comentários