Sangue e água

Promessas de Jesus Misericordioso a Santa Faustina

As promessas de Jesus Misericordioso se revelam especialmente diante dos infelizes, dos que erram e pecam

No Diário de Santa Faustina, lemos algumas promessas de Jesus:

Promessas de Jesus Misericordioso a Santa Faustina - 1600x1200

48 – Prometo que a alma que venerar esta imagem não perecerá. Prometo também, já aqui na Terra, a vitória sobre os inimigos, especialmente na hora da morte. Eu mesmo a defenderei como Minha própria glória.

206 – Minha filha, olha para o abismo de Minha misericórdia e dá a essa misericórdia louvor e glória. Faze-o da seguinte maneira: reúne todos os pecadores do mundo e mergulha-os no abismo da Minha misericórdia. Minha filha, quero entregar-Me às almas, desejo almas. Na Minha festa, na Festa da Misericórdia, percorrerás o mundo inteiro e trarás as almas que desfalecem à fonte de Minha misericórdia. Eu as curarei e fortalecerei.

Significado da Imagem

299 – Uma vez, quando o confessor mandou que eu perguntasse a Jesus o que significavam aqueles dois raios na imagem, respondi-lhe: “Muito bem, perguntarei ao Senhor”. Durante a oração, ouvi estas palavras interiormente: Os dois raios representam o sangue e a água: o raio pálido significa a Água que justifica as almas; o raio vermelho significa o Sangue, que é a vida das almas. Ambos os raios jorraram das entranhas da Minha misericórdia quando, na cruz, o Meu coração agonizante foi aberto pela lança. Estes raios defendem as almas da ira do Meu Pai. Feliz aquele que viver à sua sombra, porque não será atingido pelo braço da justiça de Deus. Desejo que o primeiro domingo depois da Páscoa seja a Festa da Misericórdia.

300 – + Pede ao meu servo fiel que, nesse dia, fale ao mundo inteiro desta Minha grande misericórdia, que aquele que, nesse dia, se aproximar da Fonte da Vida, alcançará perdão total das faltas e dos castigos.
+ A Humanidade não encontrará a paz enquanto não se voltar, com confiança, para a Minha misericórdia.
+ Oh! Como Me fere a incredulidade da alma! Essa alma confessa que sou Santo e Justo e não crê que sou Misericórdia, não acredita na Minha bondade. Até os demônios respeitam a Minha justiça, mas não creem na Minha bondade.

Leia mais:
:: Reze o Terço da Misericórdia com Ricardo e Eliana Sá
:: Novena da Misericórdia 
:: Quais são os efeitos da Misericórdia? 
:: Sete conselhos do Papa para viver bem o ano da Misericórdia

Terço da Misericórdia

1320 – Às três horas da tarde, implora à Minha Misericórdia especialmente pelos os pecadores e, ao menos por um breve tempo, reflete sobre a Minha Paixão, especialmente sobre o abandono em que Me encontrei no momento da agonia. Essa é Hora de grande misericórdia para o mundo inteiro. Permitirei que penetres na Minha tristeza mortal. Nessa hora, nada negarei à alma que Me pedir pela Minha Paixão.

1572 – Lembro-te, Minha filha, que todas as vezes que ouvires o bater do relógio, às três horas da tarde, deves mergulhar toda na Minha misericórdia, adorando-a e glorificando-a. Implora a onipotência dela em favor do mundo inteiro e especialmente dos pobres pecadores, porque, nesse momento, foi largamente aberta para toda a alma. Nessa hora, conseguirás tudo para ti e para os outros. Nessa hora, realizou-se a graça para todo o mundo: a misericórdia venceu a justiça. Minha filha, procura rezar, nessa hora, a Via-sacra, na medida em que te permitirem os teus deveres, e se não puderes fazer a Via-sacra, entra, ao menos por um momento, na capela e adora o Meu Coração, que está cheio de misericórdia no Santíssimo Sacramento. Se não puderes sequer ir à capela, recolhe-te em oração onde estiveres, ainda que seja por um breve momento. Exijo honra à Minha misericórdia de toda criatura, mas de ti em primeiro lugar, porque te dei a conhecer mais profundamente esse mistério’.

Fonte: Devocionário à Divina Misericórdia
Editora Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.