Deus acima de tudo

É necessário escolher Deus e não Suas obras

Escolher Deus e não Suas obras é, sem dúvida, uma bela opção, porém difícil de ser executada

Muitas vezes, o zelo pela casa do Senhor nos consome de tal forma, que embaraça nossa mente e nosso olhar. Este, por mais fito que este esteja em Deus, corre o grande risco de desviar-se e parar fixamente em Suas obras. Se isso acontecer, está diante de nós a porta aberta para a perdição.

O que eu escolho?Foto: Arquivo CN/cancaonova.com

O Cardeal Van Thuan partilha sua dolorosa, porém enriquecedora experiência vivida na prisão em Hanoi (Vietnã Norte), quando lá esteve preso pelo Regime Comunista. Ele compreendeu, na dor e no desprezo, que, por melhor que fosse sua intenção em realizar grandes obras para Deus, naquele momento elas não eram o mais importante. Deus queria, na verdade, realizar uma obra em seu interior. Era preciso render-se, abrir mão de sua reta intenção e calar, deixar Deus agir. Era preciso encarar a realidade, escolher Deus e não Suas obras!

Optar por Deus

Ele mesmo descreve sua opção no livro ‘Cinco pães e dois peixes’: “Numa noite, das profundezas de meu coração, senti uma voz que sugeria: Por que te atormentas assim? Deves distinguir entre Deus e as obras de Deus. Tudo o que realizastes e desejas continuar a fazer… tudo isso é um trabalho excelente, são obras de Deus, mas não são Deus! Escolheste somente Deus e não suas Obras!”

Segundo ele, após essa inspiração, sua alma retornou à paz, mesmo em meio aos maus tratos e sofrimentos próprios da prisão, que durou mais de nove anos.

Às vezes, é muito dolorido deixar inacabadas, por exemplo, atividades que iniciamos com tanto entusiasmo: missões de alto nível, reduzidas em atividades menores; projetos belíssimos abordados ainda em gestação… Poderia citar tantos outros desafios assim.

É natural, nesse caso, o sentimento de perturbação e desânimo, mas aí o Senhor mesmo nos pergunta: “Chamei-te para seguir-me ou para seguir tua iniciativa, teu sonho, teus ideais, ou ainda, esta ou aquela pessoa?”.

Leia mais:
:: Como faço para ouvir a Deus?
:: Onde está a vontade de Deus dentro de nós?
:: Será que estou fazendo a vontade de Deus?
:: Pare, pense e escolha o amor todos os dias!

Deus tem o controle de tudo

Se formos coerentes e lembrarmos do nosso primeiro chamado, do ‘sim’ que mudou a nossa história, retomaremos o ânimo e daremos, com a vida, nossa resposta: Escolho Deus! Abro mão de Suas obras se for preciso!

Devemos sempre lembrar que Deus tem o controle de todas as coisas em nossa vida. Se Ele nos fala para abandonarmos esta ou aquela obra, não devemos retê-las; antes, coloquemo-nas em Suas mãos, com confiança, pois Deus sabe o que é melhor para nós, seus filhos. E mais, como Deus, Ele pode fazer muito melhor que nós. Seja o que for! Ele pode confiar nossos projetos a outros, que o desenvolverão ainda melhor que nós.
Quando ajo assim, com total confiança e abandono, sinto que minha fé é provada.

Hoje posso dizer: “Escolho a Ti, Senhor, e não as Tuas obras! Atraída por Tuas obras, um dia te descobri; hoje, consciente de Tua grandeza e da brevidade de Tuas obras, escolho a Ti. Que eu seja fiel até o fim!”.


Dijanira Silva

Missionária da Comunidade Canção Nova, desde 1997, Djanira reside na missão de São Paulo, onde atua nos meios de comunicação. Diariamente, apresenta programas na Rádio América CN. Às terças-feiras, está à frente do programa “De mãos unidas”, que apresenta às 21h30 na TV Canção Nova. É colunista desde 2000. Recentemente, a missionária lançou o livro “Por onde andam seus sonhos? Descubra e volte a sonhar” pela Editora Canção Nova.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.