Papa Francisco

Testemunho de fé na JMJ Rio 2013

Papa Francisco testemunha sua fé durante JMJ Rio 2013

A Jornada Mundial da Juventude nos reservou muitas alegrias e até surpresas. O Papa Francisco mostrou-se um pastor profundamente sintonizado com o povo. Sua alma fala com a multidão com a leveza espontânea de um pai amado pelos seus filhos. Cumpriu a vontade de Jesus que queria que São Pedro “confirmasse seus irmãos na fé” (Lc. 32,22). O que se pôde observar é que o centro de seus interesses não era a sua própria pessoa, mas a juventude e o povo em geral. A esses ele queria dar o testemunho de sua vida cristã, totalmente voltada para Cristo.

Embora tivéssemos tido muitos momentos de grande significado nesta Jornada Mundial da Juventude, quero destacar, no entanto, apenas um que, foi um ponto alto de tudo que se viu. Trata-se da Via-sacra do jovem. Estamos diante de uma representação teatral moderna, fiel à figura central que é Cristo, cujo fulgor atingiu uma expressão mundial. Em qualquer lugar do planeta, a encenação pode ser considerada uma obra-prima.

A peça manteve-se dentro da mais sadia tradição, mas, ao mesmo tempo, se encarnou no mundo moderno. Mostrou toda a grandiosidade do Filho de Deus, cujo sacrifício se mostrou o centro da história mundial. A execução do gesto de solidariedade do Salvador provocou profundas emoções em todas as pessoas que viram a Via Crucis ao vivo ou acompanharam pela televisão.

O profundo silêncio da multidão vem comprovar que só Deus satisfaz a alma humana. Já nos dizia o salmista: “Eu digo ao Senhor: só tu és o meu bem” (Sl 16,2). Isso não elimina a necessidade de nos voltarmos para tantas atividades humanas, quais sejam as econômicas, as políticas, as científicas… Elas fazem parte da vida do ser humano, mas não convém que ocupem o centro do coração. Este queremos reservar Àquele que é o nosso mais fiel amigo: Cristo. Diante d’Ele, todos os heróis humanos perdem o brilho. Ele nos ajuda sem nos substituir. Ele nos faz propostas sem sequestrar nossa liberdade. Sua presença na vida é estimulante. Ele não é “pé no freio”, mas proposição de nobres ideais.

Um jovem diante de Jesus exclamou: “Cristo é demais!”. Os jovens vibram com Ele. Mas o Senhor também rejuvenesce o coração de qualquer ancião.

Dom Aloísio Roque Oppermann, scj 

Arcebispo Emérito de Uberaba (MG)

Endereço eletrônico: domroqueopp@terra.com.br

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.