casal

Família: um projeto de vida a dois

Um projeto de vida é uma proposta concreta para alcançarmos um objetivo real. Nele, podemos ver mais claramente nossas metas, ou seja, aonde queremos chegar, o que desejamos conquistar. Além disso, ele nos possibilita visualizar quais passos e caminhos percorreremos para alcançar os nossos objetivos. Qual é a resposta que, hoje, o casal poderá dar diante das dificuldades que descobriram e identificaram no casamento?

O objetivo deste artigo é, justamente, que o casal possa assumir essa responsabilidade e, assim, organizar um projeto a curto, médio e longo prazo. Não pretendemos, aqui, fornecer uma solução para os possíveis problemas conjugais, pois acreditamos que apenas o casal é capaz de dar uma nova resposta e, assim, seguir um novo caminho.

O casamento é mais que romance

Aqueles que se casaram somente para viver um grande romance, para se divertirem tendo alguém ao lado, para se livrarem da sensação da solidão e da rejeição, para fugirem de alguma situação da vida ou para serem amados como nunca foram, puderam perceber que o casamento é muito mais que isso.

O matrimônio compreende uma escolha, uma responsabilidade de vida que vai muito além dos sentimentos e que, agora, envolve a muitos, principalmente a pessoa que você escolheu para estar ao seu lado e, mais ainda, os filhos, se já os tiverem.

Família: um projeto de vida a dois

Foto ilustrativa: Bruno Marques/cancaonova.com

Então, a vida nos pergunta: Você vai desistir? Você vai lutar? Se vai lutar, vamos organizar um pouco mais essa luta, confeccionando um projeto.

Projeto individual e projeto de vida a dois

Quando se casa, cada cônjuge pode trazer um projeto particular ou não possuir nenhum projeto. Na vida de casado, não negamos um projeto pessoal, mas, sobretudo, entendemos que é de suma importância um projeto de vida a dois. Ambos os projetos estão interligados. Construir um projeto individual constitui uma atitude de empenho e coragem, e construir um projeto de vida a dois depende, além dessa atitude, do entendimento de que, agora, não se está mais sozinho. É, portanto, escrever um planejamento a dois daquilo que queremos para a nossa vida futura, definindo os caminhos que deveremos percorrer para atingi-los. Por isso, a construção de um projeto para a família é um grande desafio. É preciso pensar quais são os princípios que você quer ter como referência para construir esse projeto, e quais são os seus verdadeiros valores.

Para a confecção de um projeto é importante, em primeiro lugar, identificar os pontos fortes de cada cônjuge. Os pontos fortes são as características positivas e adequadas que cada um possui e que podem auxiliar para que as metas e os objetivos do projeto sejam alcançados. Alguns exemplos de características desejáveis são: bondade, persistência, diligência, caridade, atitude acolhedora e sensibilidade em relação ao outro.

É essencial identificar a finalidade da confecção de um projeto. Se você entender por que ele é importante, provavelmente, irá assumir a luta de fazê-lo dar certo. É fundamental, ainda, compreender o que será necessário para que o projeto se concretize na vida do casal.

Para que é importante construir um projeto de vida a dois?

O projeto é uma direção para não nos perdermos em meio a tantas ideias, pois, como diz a música ‘És o sentido’, de Suely Façanha, “o tempo esconde o que é eterno”. Assim, devemos elaborar o projeto para:

1. Identificar nossas metas e objetivos de forma mais clara;
2. Agir de maneira que possamos alcançar nossos objetivos;
3. Resolver, de maneira mais eficiente, os problemas no casamento;
4. Ter clareza quanto às prioridades a serem alcançadas;
5. Evitar que fiquemos “andando em círculos”, ou seja, tornarmo-nos mais eficazes, indo direto ao ponto;
6. Viver melhor o casamento e, de fato, formar uma família melhor.

Leia mais:
::Série: Casamento Fortalecido
::Os dez atos para o casamento feliz
::A presença dos transtornos no casamento
::Decida amar quem decidiu compartilhar a vida com você

Para que o projeto se torne uma realidade, é necessário:

1. Identificar as dificuldades e conhecer os problemas que hoje o casal está vivendo;
2. Identificar o que desejam para a família no futuro;
3. Planejar as ações a curto, médio e longo prazos;
4. Cada cônjuge deve assumir a sua responsabilidade;
5. Ser obediente e persistente quanto ao projeto;
6. Revisar sempre o projeto;
7. Avaliar o cumprimento da proposta realizada no projeto.

Texto extraído do livro “Diagnóstico familiar“.

banner_tenha um otimo dia


Diácono João Carlos e Maria Luiza

João Carlos Medeiros é membro do segundo elo Comunidade Canção Nova. Psicólogo clínico e familiar, Medeiros também é logoterapeuta, sexólogo e mestre em sexologia humana. Casado com Maria Luiza da Silva Medeiros que também é membro do segundo elo Comunidade Canção Nova, é psicóloga clínica e familiar. Ela é pós-graduada em psicoterapias cognitivas e em neuropsicologia. Autores do livro “Diagnóstico Familiar”, pela Editora Canção Nova.

comentários