Faça a diferença no mundo

O estudo desta semana é sobre o texto de Mateus 5, 13-16. Primeiramente, precisamos nos lembrar de que estamos no contexto das bem-aventuranças anunciadas por Jesus aos Seus discípulos no monte.

O que me chama a atenção é o tempo verbal utilizado nessa passagem: “Vós sois sal e luz”… Isso é uma afirmação. O ser humano tem o dom de ser sal e luz, pois não está escrito: “Vós podeis ser sal e luz”, mas sim, “Vós sois ou você é sal e luz”. Ainda que percebamos em nós defeitos, limitações, pecados… uma coisa essa passagem bíblica nos garante: nós somos sal e luz.

A questão desse texto é: o que fazemos com essa nossa capacidade de sermos sal e luz?

Um versículo me chama a atenção em relação à dinâmica dessa narrativa. Parece, inclusive, que esse versículo está fora de sintonia com o restante do texto. Trata-se do versículo 14b: “Não se pode esconder uma cidade construída sobre o monte”. Contudo, ele é chave para entendermos que somos sal e que somos luz, mas que essa luz não é mérito próprio nosso, mas a luz de Deus que nos ilumina e nos chama a fazermos o mesmo.

Com esse texto, temos a certeza de que somos sal e luz, independentemente de qualquer coisa na nossa vida. Nossa função é levar o sabor e a luz por meio de nossas boas obras. Na certeza de que essa luz levada por nós, e que primeiramente nos ilumina, é a glória e a presença de Deus na nossa vida.

Ouça o estudo completo dessa passagem e compreenda melhor esse chamado e essa capacidade que Deus nos dá de sermos sal e luz para o mundo:

Participe do estudo bíblico do Evangelho de São Mateus na rede de relacionamentos Gente de Fé.


Denis Duarte

Denis Duarte é graduado em letras, especialista em Bíblia e mestre em Ciências da Religião. Professor e vice-diretor da Faculdade Canção Nova.

 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.