A mulher vestida do sol

Apareceu um grande sinal no céu: uma mulher vestida do sol, a lua debaixo dos seus pés e na cabeça uma coroa de doze estrelas” (Ap 12,1).

A Igreja sempre viu nesta mulher a figura de Maria: “A MULHER VESTIDA DO SOL”. A estrela (o sol) tem luz própria e muito forte. Uma luz forte pode ser ótima auxiliar para vermos as coisas e andarmos na escuridão. Por outro lado, uma luz muito forte pode ser nossa grande inimiga quando ela for colocada em sentido contrário ao que andamos. Se a luz está a nosso favor ela se torna nossa grande auxiliar e benemérita. Mas se estiver sendo projetada em nossos olhos ela se torna muito prejudicial e perigosa. Quantos acidentes de carro ocorrem devido à luz alta do veículo que vem em sentido contrário. Nós mesmos, se olharmos diretamente para o sol, ficamos “cegos”, sem poder ver.

Sabemos da luta feroz que é travada entre o demônio e Maria, a Mãe de Jesus: “Porei ódio entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a dela. Esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar!” (Gn 3, 15). Maria, a mulher vestida do sol é aquela que ofusca e deixará “cego” o demônio “quando ele olhar para ela”. Assim como nós não conseguimos olhar para o sol sem sermos por ele ofuscados, de forma semelhante, quando o demônio olha para Maria – “a mulher vestida do sol” – ele fica ofuscado. Por isso que ele não mede esforços para retirá-la de todos os locais e de modo especial da Igreja e das famílias. Percebemos claramente que nos tempos em que se rezava o terço em família as separações dos casais eram em número bem menor, os filhos eram bem mais obedientes e dóceis a seus pais. A família ia mais à igreja e nela “se respirava mais um ar de céu”. Maria não é, pois, um obstáculo qualquer para o demônio. No capítulo 12 de Apocalipse vemos que a luta da mulher é com o dragão.

Que chances tem uma pessoa cega na luta contra outra que, além de ter os olhos, bons tem o sol como veste? Por isso que onde Maria está as chances e forças do demônio são neutralizadas e destruídas. Numa de suas mensagens de Medjugorie Maria disse: “Nas casas onde eu estou o mal não entra. E nas casas onde eu entro o mal sai”. Eis, pois, a grande graça que todos nós podemos ter em nosso lar: A MULHER VESTIDA DO SOL presente nele. Que maravilha poder ter a “vestida de sol” habitando em nossa casa. Assim como ela foi e permaneceu na casa de Isabel (Cf Lc 1, 56) ela quer permanecer em nossas casas.

Não passe um dia sem rezar terço e pedir que a Vestida de Sol esteja iluminando seu lar. Consagre também aqueles seus familiares que se esqueceram dela e peça que Maria brilhe em seus lares.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.