A leitura da Bíblia na Santa Missa

O diálogo com os protestantes e evangélicos está levando os católicos a valorizarem sempre mais a Bíblia. Na liturgia católica, a Bíblia sempre fez parte essencial da celebração da Santa Missa, com duas leituras durante a semana e três aos domingos e dias de festa.  

É a liturgia da palavra à qual se se­gue a partilha e a comunhão do pão. São duas mesas que alimentam a fé dos fiéis cristãos. A liturgia mais antiga da Santa Missa começava com a iniciativa da Palavra de Deus, que o povo ouvia em silêncio e dava sua resposta de como pôr em prática a mensagem ouvida. 

É importante que a Celebração da Eucaristia dê destaque a este momento da mesa da palavra, que deve ter lu­gar especial, distinto do lugar onde acontecem as exortações e os avisos eventuais. Quem proclama a Palavra deve ter a consciência deste fato por uma leitura clara, pausada e feita com arte para ajudar a compreensão da mensagem. O Salmo responsorial e a aclamação ao Evangelho deve­riam ser cantados, pondo em realce este momento culminante na Santa Missa 

Está ficando cada vez mais co­mum nas comunidades cristãs, o sacerdote fazer breve comentário das leituras bíblicas. São Gregório Magno, grande leitor da Palavra de Deus, dizia que era neste momento da participação comunitária, após a leitura, que ele conseguia penetrar mais profundamente o texto coloca­do diante dos irmãos.  

A Comunidade Salesiana de Lo­rena aprendeu com o Padre Jonas Abib a prática deste comentário das leituras bíblicas. A homilia, mais que comentário, deve provocar na comunidade o desejo de assumir as exigências da Palavra – na conversão do coração e no seguimento de Jesus Cristo –, car­regando a própria cruz, se preciso for.  

O Creio, que se segue à Palavra de Deus, faz parte deste momento bíbli­co como adesão da fé às mensagens da Palavra proclamada. A oração dos fiéis eleva a Deus os pedidos em favor da comunidade ali orante e do mundo inteiro. Durante 3 anos seguidos (Ano A, B e C), os cristãos podem ler toda a Bíblia nos seus trechos ou fatos mais importantes nas missas do­minicais. Um tesouro a alimentar a vida cristã.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.